Apple retoma 1º lugar em ranking de marcas mais valiosas do mundo; Louis Vuitton lidera entre marcas de luxo

A argentina Mercado Livre é a única empresa latino-americana entre as 100 marcas mais valiosas. Sede da Apple na Califórnia (EUA). Divulgação/Apple Depois de sete anos, a Apple retomou a liderança entre as 100 marcas mais valiosas do mundo, segundo ranking feito pela Kantar Brandz. O valor da marca da empresa de tecnologia cresceu 55% frente a 2021, chegando a US$ 947 bilhões – quase US$ 130 bilhões a mais que o Google, segundo colocado no ranking. "Não fique surpreso se a Apple se tornar a primeira empresa do mundo a ultrapassar os US$ 1 trilhão em valor de marca", aponta a Kantar em relatório. Compartilhe no WhatsApp Compartilhe no Telegram A Amazon, que no ano passado aparecia em primeiro lugar no ranking, caiu para terceiro, com US$ 705 bilhões. Já a Microsoft – que era líder na primeira divulgação do levantamento, em 2006 – aparece em quarto lugar, com um valor de marca de US$ 611 bilhões. Veja as dez marcas mais valiosas do mundo de acordo com a Kantar Brandz: Apple: US$ 947,062 bilhões Google: US$ 819,573 bilhões Amazon: US$ 705,646 bilhões Microsoft: US$ 611,460 bilhões Tencent: US$ 214,023 bilhões McDonald's: US$ 196,526 bilhões Visa: US$ 191,032 bilhões Facebook: US$ 186,421 bilhões Alibaba: US$ 169,966 bilhões Louis Vuitton: US$ 124,273 bilhões Novas marcas O ranking de 2022 traz 11 marcas que fazem sua estreia entre as 100 mais valiosas do mundo. No topo entre elas, a saudita Aramco, seguida por Infosys e Mercado Livre – a única empresa latino-americana entre as 100 marcas mais valiosas do mundo. Veja quais são as novas marcas do ranking: Aramco: US$ 99,327 bilhões Infosys: US$ 33,551 bilhões Mercado Livre: US$ 29,916 bilhões Kuaishou: US$ 26,535 bilhões Lancôme: US$ 23,871 bilhões Target: US$ 23,539 bilhões KFC: US$ 22,293 bilhões Adyen: US$ 21,757 bilhões Aldi: US$ 21,282 bilhões AirBNB: US$ 21,276 bilhões Morgan Stanley: US$ 21,219 bilhões Marcas de luxo Já entre as marcas de luxo, a francesa Louis Vuitton aparece em primeiro lugar, com US$ 124,273 bilhões – uma alta de 64% em relação ao ano passado. Veja a lista: Louis Vuitton: US$ 124,273 bilhões Hermès: US$ 80,323 bilhões Chanel: US$ 53,021 bilhões Gucci: US$ 37,887 bilhões Dior: US$ 10,534 bilhões Cartier: US$ 10,110 bilhões Rolex: US$ 9,042 bilhões Saint-Laurent/YSL: US$ 6,805 bilhões Tiffany & Co. : US$ 6,718 bilhões Prada: US$ 5,642 bilhões Leia também: Quem é Ruja Ignatova, a 'rainha das criptomoedas' na lista dos 10 mais procurados do FBI Perguntas e respostas: preços de combustíveis no Brasil google

Apple retoma 1º lugar em ranking de marcas mais valiosas do mundo; Louis Vuitton lidera entre marcas de luxo

A argentina Mercado Livre é a única empresa latino-americana entre as 100 marcas mais valiosas. Sede da Apple na Califórnia (EUA). Divulgação/Apple Depois de sete anos, a Apple retomou a liderança entre as 100 marcas mais valiosas do mundo, segundo ranking feito pela Kantar Brandz. O valor da marca da empresa de tecnologia cresceu 55% frente a 2021, chegando a US$ 947 bilhões – quase US$ 130 bilhões a mais que o Google, segundo colocado no ranking. "Não fique surpreso se a Apple se tornar a primeira empresa do mundo a ultrapassar os US$ 1 trilhão em valor de marca", aponta a Kantar em relatório. Compartilhe no WhatsApp Compartilhe no Telegram A Amazon, que no ano passado aparecia em primeiro lugar no ranking, caiu para terceiro, com US$ 705 bilhões. Já a Microsoft – que era líder na primeira divulgação do levantamento, em 2006 – aparece em quarto lugar, com um valor de marca de US$ 611 bilhões. Veja as dez marcas mais valiosas do mundo de acordo com a Kantar Brandz: Apple: US$ 947,062 bilhões Google: US$ 819,573 bilhões Amazon: US$ 705,646 bilhões Microsoft: US$ 611,460 bilhões Tencent: US$ 214,023 bilhões McDonald's: US$ 196,526 bilhões Visa: US$ 191,032 bilhões Facebook: US$ 186,421 bilhões Alibaba: US$ 169,966 bilhões Louis Vuitton: US$ 124,273 bilhões Novas marcas O ranking de 2022 traz 11 marcas que fazem sua estreia entre as 100 mais valiosas do mundo. No topo entre elas, a saudita Aramco, seguida por Infosys e Mercado Livre – a única empresa latino-americana entre as 100 marcas mais valiosas do mundo. Veja quais são as novas marcas do ranking: Aramco: US$ 99,327 bilhões Infosys: US$ 33,551 bilhões Mercado Livre: US$ 29,916 bilhões Kuaishou: US$ 26,535 bilhões Lancôme: US$ 23,871 bilhões Target: US$ 23,539 bilhões KFC: US$ 22,293 bilhões Adyen: US$ 21,757 bilhões Aldi: US$ 21,282 bilhões AirBNB: US$ 21,276 bilhões Morgan Stanley: US$ 21,219 bilhões Marcas de luxo Já entre as marcas de luxo, a francesa Louis Vuitton aparece em primeiro lugar, com US$ 124,273 bilhões – uma alta de 64% em relação ao ano passado. Veja a lista: Louis Vuitton: US$ 124,273 bilhões Hermès: US$ 80,323 bilhões Chanel: US$ 53,021 bilhões Gucci: US$ 37,887 bilhões Dior: US$ 10,534 bilhões Cartier: US$ 10,110 bilhões Rolex: US$ 9,042 bilhões Saint-Laurent/YSL: US$ 6,805 bilhões Tiffany & Co. : US$ 6,718 bilhões Prada: US$ 5,642 bilhões Leia também: Quem é Ruja Ignatova, a 'rainha das criptomoedas' na lista dos 10 mais procurados do FBI Perguntas e respostas: preços de combustíveis no Brasil google