Área separatista pró-Rússia na Moldávia relata tiros vindos da Ucrânia

Transnístria vem se tornando novo foco de tensão na guerra entre Moscou e Kiev

Área separatista pró-Rússia na Moldávia relata tiros vindos da Ucrânia
Conheça a Transnístria, área separatista da Moldávia que a Rússia busca acessar pela Ucrânia, segundo comandante russoReprodução/Segredos do mundo 26.4.2022

O relato do ataque feito pelas autoridades da Transnístria, que faz fronteira com a Ucrânia, é o mais recente nos últimos três dias a elevar as tensões de que a guerra possa se expandir. Apesar das autoridades da região separatista acusarem a Ucrânia, Kiev, por sua vez, vem apontando tentativas russas de forjar falsos ataques contra alvos pró-Rússia na região, no que seria uma tentativa de obter um pretexto para abrir uma nova frente de ataque no Sul ucraniano.

A Rússia tem um contingente de 1.400 soldados na Transnístria guardando muitas toneladas de munição armazenadas na região desde antes da dissolução da União Soviética. Moscou também tem 1.500 soldados de forças de paz lá, deslocados depois de um conflito entre forças separatistas e moldavas no início da década de 1990, quando a região se separou da Moldávia.

Leia mais...