Bolsonaro vira alvo de estudo por atacar democracia

Percepção alavancou produção no Brasil e no exterior. Especialistas falam em 'sentimento de urgência' a respeito da natureza e efeitos do atual ciclo político

Bolsonaro vira alvo de estudo por atacar democracia
Jair BolsonaroO Antagonista

A análise encontrou 1.154 textos desde 1988, com base na produção científica indexada em algumas das principais bases de artigos do mundo (Web of Science e SciELO), e levou em consideração os governantes eleitos pelo voto direto: além de Bolsonaro, Fernando Collor, Itamar Franco, Fernando Henrique Cardoso, Luiz Inácio Lula da Silva, Dilma Rousseff e Michel Temer — também mandatário no período pós-redemocratização, José Sarney foi alçado ao poder por meio de votação indireta.

Segundo o coordenador do projeto e professor da UFRJ Antonio Brasil Jr e os pesquisadores Francisco Kerche e Lucas Carvalho, todos autores do levantamento, é natural que cada novo governo eleve o interesse científico por sua análise. Porém, após o impeachment de Dilma e, principalmente, a eleição de Bolsonaro, surgiu um “sentido de urgência” nos cientistas sociais brasileiros a respeito da natureza, efeitos e sentidos do atual ciclo político.

Leia mais...