BTS e Joe Biden vão se reunir para discutir crimes de ódio contra asiáticos

Fenômeno global do K-pop vai à Casa Branca para encontro com o presidente dos EUA sobre a discriminação, que cresceu nos anos recentes desde a pandemia de Covid-19 Este conteúdo foi originalmente publicado em BTS e Joe Biden vão se reunir para discutir crimes de ódio contra asiáticos no site CNN Brasil.

BTS e Joe Biden vão se reunir para discutir crimes de ódio contra asiáticos

A Casa Branca anunciou, nesta quinta-feira (26), que o presidente americano Joe Biden receberá o grupo sul-coreano BTS em Washington para discutir crimes de ódio contra asiáticos.

Durante a reunião com Biden, os fenômenos do K-pop, também conhecidos como “Bangtan Boys”, também devem abordar a crescente discriminação contra asiáticos nos anos recentes, desde a chegada da pandemia de Covid-19.

O governo americano também tem o objetivo de abordar a inclusão e representatividade da comunidade asiática no país.

Esta reunião faz parte do “Mês da Herança de Americanos Descendentes de Asiáticos (AA) ou de Povos das Ilhas do Pacífico (NHPI)”, tradicionalmente celebrado em maio, nos EUA.

“O presidente Biden já havia falado sobre seu compromisso de combater a onda de crimes de ódio contra asiáticos, e sancionou a Lei de Crimes de Ódio da Covid-19, em maio de 2021, para fornecer recursos às forças de segurança para identificar, investigar e denunciar crimes de ódio, e garantir que as informações sobre crimes de ódio sejam mais acessíveis às comunidades AA e NHPI”, escreveu a Casa Branca no anúncio do encontro.

“O presidente Biden e o BTS também discutirão a importância da diversidade e inclusão e a plataforma do BTS como embaixadores da juventude que espalham uma mensagem de esperança e positividade em todo o mundo”, concluiu a Casa Branca.

Artista mais vendido do mundo

Pelo segundo ano consecutivo, o grupo sul-coreano de k-pop BTS foi escolhido para receber o Global Recording Artist of the Year, prêmio da Federação Internacional da Indústria Fonográfica (IFPI), que elege os dez artistas mais vendidos mundialmente.

Essa foi a primeira vez na história da premiação que um mesmo artista/grupo vence por dois anos consecutivos – eles também foram os primeiros coreanos a ficarem no topo da lista, em 2020.

O prêmio mostra o desempenho mundial de um artista ou grupo, seja em formato de mídia digital ou física – como performance em plataformas de streamings ou vendas de discos, incluindo o sucesso em shows, número de discos lançados, repercussão e divulgação.

Em 2021, o BTS lançou “Butter” em maio, ficando em primeiro lugar na Billboard Hot 100 dos Estados Unidos por sete semanas consecutivas. Em julho, o novo single do grupo, “Permission to Dance”, também estreou em primeiro lugar no Hot 100. Já em setembro, Coldplay e BTS lançaram o single “My Universe”, que também alcançou o primeiro lugar nos EUA. O grupo também se destacou na Ásia.

Este conteúdo foi originalmente publicado em BTS e Joe Biden vão se reunir para discutir crimes de ódio contra asiáticos no site CNN Brasil.