Experiências do Brasil Rural classifica ‘Rota do Engenho’ e ‘Caminhos da Serra de Itabaiana’

Foram classificados na 2ª edição do Experiências do Brasil Rural – Fomentando o Turismo e o Desenvolvimento Rural do Brasil, iniciativa que busca apoiar e promover o turismo em áreas rurais do país, os roteiros turísticos sergipanos ‘Rota do Engenho’, de Indiaroba e Santa Luzia do Itanhi, e a ‘Rota Caminhos da Serra de Itabaiana’. […]

Experiências do Brasil Rural classifica ‘Rota do Engenho’ e ‘Caminhos da Serra de Itabaiana’

Foram classificados na 2ª edição do Experiências do Brasil Rural – Fomentando o Turismo e o Desenvolvimento Rural do Brasil, iniciativa que busca apoiar e promover o turismo em áreas rurais do país, os roteiros turísticos sergipanos ‘Rota do Engenho’, de Indiaroba e Santa Luzia do Itanhi, e a ‘Rota Caminhos da Serra de Itabaiana’. A ação é desenvolvida em parceria com o Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) e com a Universidade Federal Fluminense (UFF).

O secretário de Estado do Turismo, Sales Neto, considera que a classificação dessas duas rotas de turismo rural de Sergipe demonstra claramente a qualidade dos produtos turísticos do estado. “É importante parabenizar os empreendedores que estão desenvolvendo essas rotas, e que elas sirvam de exemplo para que outras rotas também possam ser classificadas no futuro. O turismo rural está crescendo muito em todo país, e em Sergipe não é diferente. As pessoas estão buscando experiências em contato com a natureza, e o nosso estado tem muito a ofertar nesse segmento, a prova disso são essas duas rotas nossas que foram selecionadas pelo Ministério da Agricultura e Pecuária em parceria com Universidade Federal Fluminense”, destacou.

Com a ideia de fazer com que o visitante reviva o século XVII, período em que o Engenho São Félix foi fundado, em 1632, a ‘Rota do Engenho’ consiste num roteiro que proporciona uma imersão nessa época do período colonial, agregando toda uma estrutura desde a arquitetura local que se destaca em meio a vegetação, e imponência do casarão com suas 16 janelas na fachada frontal e 32 cômodos muito bem preservados; até o roteiro em si, que parte de Aracaju, com destino ao litoral Sul do estado, com saída do Porto do Cavalo a bordo da Escuna Gazela, tendo a primeira parada na Ilha da Sogra, localizada no município de Estância. Reconstituindo a chegada dos jesuítas na região, o translado segue em um passeio de barco navegando pelos Rios Piauí e Real até chegar ao Povoado Crasto, em Santa Luzia do Itanhi, local onde é servido um almoço típico com ingredientes da gastronomia local. Também faz parte da ‘Rota do Engenho’ uma visita à ‘Fazenda Priapu’, onde está o Alambique da Cachaça Reserva do Barão.

A ‘Rota Caminhos da Serra de Itabaiana’ tem por objetivo promover a integração turística do estado de Sergipe, bem como o desenvolvimento sustentável do potencial turístico regional para o fortalecimento, ampliação e desenvolvimento da produção local nas áreas turísticas, cultural e gastronômica. A implantação de mecanismos de educação ambiental e incentivo aos empreendimentos turísticos, à organização produtiva das comunidades locais relacionadas ao turismo, artesanato e à geração de novas fontes de emprego e renda também estão entre os objetivos da iniciativa. Integram o roteiro todos os locais de interesse turístico por seu aspecto cultural, histórico, natural, gastronômico e de entretenimento no município de Itabaiana, incluindo o Parque dos Falcões, Parque Nacional da Serra de Itabaiana, Povoado Ribeira, Feira Livre de Itabaiana, Festa dos Caminhoneiros e o Povoado Carrilho.

Por meio do Experiências do Brasil Rural, essas rotas turísticas receberão apoio técnico para estruturação dos destinos e empreendimentos, bem como a comercialização de produtos e serviços. Também estão previstas capacitações de empresários, empreendedores e produtores rurais para a criação ou aprimoramento de roteiros e experiências. A o final dos processos de estruturação, o objetivo também é inserir produtos elaborados por pequenos produtores rurais nos bares, restaurantes, meios de hospedagem, lojas de artesanato e outros equipamentos que integram o roteiro turístico rural.

Fonte: Governo de Sergipe