Maria Zilda Bethlem diz que teve a ‘má sorte’ de trabalhar com Arthur Aguiar e explica o motivo

Atriz também falou dos bastidores de 'Pico da Neblina' e suposta escalação de Jade Picon para novela

Maria Zilda Bethlem diz que teve a ‘má sorte’ de trabalhar com Arthur Aguiar e explica o motivo

Sem papas na língua, a atriz Maria Zilda Bethlem afirmou que teve a “má sorte” de trabalhar com o ator Arthur Aguiar, campeão do “BBB 22”, na última novela que participou na Globo, “Êta Mundo Bom!” (2016). Em entrevista ao “TV Fama”, da RedeTV!, a artista explicou que a postura do artista nos bastidores da trama a incomodava. “Tive a má sorte de na última novela que eu fiz trabalhar com dois meninos jovens que, enquanto o diretor ensaiava, eles ficavam com o telefone fazendo Snapchat. Quando o diretor dizia ‘gravando’, eles chegavam em mim e perguntavam: ‘Zildinha, eu falo o que? Eu fico aonde?’. Um deles ganhou agora o ‘Big Brother’”, revelou a atriz. 

Maria Zilda aproveitou para desmentir que deixou de fazer novelas porque acha a nova geração de atores fraca. “O pessoal das más línguas que dizem que não trabalho mais na televisão porque a garotada não sabe nada, é mentira. Eu trabalhei na série ‘Pico da Neblina’ [da HBO], era tudo garotada, mas tudo profissional, sem texto na mão, sem texto no telefone, chegando na hora, com o personagem estudado, um show de bola.” A artista também opinou sobre a suposta escalação da influenciadora Jade Picon para a próxima novela de Glória Perez, “Travessia”. O assunto gerou polêmica porque a ex-BBB não possui formação de atriz e nem DRT, que é o registro profissional da categoria.  

Não estou sabendo dessa história atual de DRT, mas o que acontecia é que algumas pessoas que realmente não eram atores, eram amigos. O diretor indica e isso acaba com a carteirinha de ator. Não tenho nada contra ou a favor, sou contra a querer ser uma celebridade, mas não quer ser ator ou não tem talento para isso”, explicou Maria Zilda. Na visão da atriz, muitos “só quer aparecer” e usam o papel em uma novela para conquistar fama, tirando o espaço e o trabalho de alguém que é ator de formação e tem talento. “Esse pessoal] vai para um set de filmagens sem ter estudado, sem saber o seu texto e sem prestar atenção nos ensaios”, concluiu.