O 'espelho fitness inteligente' que promete melhorar nossos exercícios físicos

Aparelhos permitem que o usuário veja seu reflexo ao mesmo tempo que assiste ao treino com um instrutor Homem se exercita com espelho fitness inteligente IFIT via BBC Para a maioria das pessoas, incluindo aquelas mais adeptas da vida fitness, a ideia de se olhar no espelho durante o exercício físico não é das mais convidativas. Não ficamos exatamente atraentes quando estamos suados após correr na esteira ou enquanto fazemos caretas para levantar pesos. Compartilhe essa notícia no WhatsApp Compartilhe essa notícia no Telegram Mas, como qualquer frequentador de academia bem sabe, sempre há aqueles que gostam de admirar seu reflexo nos enormes espelhos pregados nas paredes. Esses entusiastas dos corpos esbeltos devem ser os mais instigados pela mais nova tendência do mundo dos exercícios em casa: os espelhos fitness inteligentes. Tratam-se de espelhos verticais de 180 centímetros ou mais que contêm um computador, conectam-se à internet e também funcionam como uma tela para exibição de vídeos. O brasileiro que está construindo 'carro voador' no quintal de casa Fone de ouvido com purificador de ar promete proteger usuários contra poluição A ideia é se conectar com um treinador online, que aparece no espelho/tela ao lado do seu reflexo. Nos dispositivos mais avançados, o espelho é equipado com câmeras e alto-falantes, para que o personal trainer possa observar seus movimentos e sugerir ajustes e alterações. Os usuários têm a opção de aulas individuais ao vivo ou aulas em grupo, com vários exercícios, incluindo levantamento de pesos, pilates, cardio e ioga. Nos espelhos mais simples, o vídeo e o som são apenas unidirecionais - é possível ver e ouvir o treinador, mas não o contrário. As aulas geralmente não são ao vivo e, em vez disso, acessa-se uma biblioteca de vídeos de exercícios gravados. Espelhos fitness inteligentes permitem que você veja seu reflexo e seu instrutor IFIT via BBC As peças, seja do modelo mais simples ou do mais avançado, são geralmente vendidas por pelo menos 1.000 libras (R$ 6.200). Os usuários ainda precisam pagar por uma assinatura mensal para acessar os serviços em vídeo. Os espelhos, que têm tela sensível ao toque, também são normalmente equipados com vários sensores, conectados a uma inteligência artificial que pode fornecer feedback sobre seus movimentos e sugerir melhorias. O primeiro espelho desse tipo a ser vendido no Reino Unido foi o Vaha. Fabricado pela empresa alemã de mesmo nome, chegou ao mercado no ano passado. Marcas rivais incluem Tonal, Mirror, NordicTrack, Portl e ProForm. A Vaha descreve seu espelho como uma peça que oferece "sessões personalizadas completas e imersivas para o corpo, a mente e a saúde nutricional". Mas existe alguma vantagem real em poder assistir a si mesmo treinando? Colleen Logan, vice-presidente de Relações Públicas da iFit, proprietária norte-americana da Nordic Track e da ProForm, diz que ver a si mesmo no espelho permite ao usuário "ajustar sua forma [ou posição], para obter os melhores benefícios do exercícios de força e minimizar erros que podem levar a lesões". Inseguranças Anthony Papathomas, psicólogo especialista na área de esportes e condicionamento físico da Universidade de Loughborough, diz que há mérito nesse argumento, mas admite ter algumas preocupações. "Do ponto de vista psicológico, exercitar-se na frente de seu reflexo pode fornecer um feedback importante; por exemplo, sobre a técnica de corrida ou a forma de levantamento de peso", diz ele. "Também pode apelar para as motivações estéticas das pessoas para o exercício - você pode ver os músculos em ação e isso pode ser gratificante". "Minha preocupação seria como as pessoas com inseguranças sobre sua imagem corporal se sentem sobre isso", acrescenta. "Pode ser um problema para aqueles que são novos no mundo do exercício e procuram fazer uma mudança no estilo de vida". "Mesmo entre os praticantes regulares de exercícios, sabemos que muitos sofrem de dismorfia corporal ou distúrbios alimentares e, para eles, ver um reflexo durante o exercício pode ser preocupante". Há ainda um segundo modelo de espelhos high-tech entrando no mercado - espelhos de bem-estar inteligentes. Esses são espelhos que usam sensores e inteligência artificial para avaliar a pele e a saúde subjacente de um usuário. Espelhos de saúde inteligentes que usam sensores para verificar a pele também estão disponíveis Care OS A empresa francesa Care OS fabrica dois desses produtos, projetados para substituírem os espelhos de banheiro tradicionais. As peças usam uma câmera e sensores de luz infravermelha e ultravioleta para analisar a pele e a temperatura de uma pessoa e, em seguida, sugerem uma série de rotinas de cuidados. O usuário também pode acessar tutoriais de cuidados com a pele disponíveis por assinatura. Violaine Monmarche, cofundadora da Care OS, explica que o espelho funciona com controle de movimento e voz. "O banheiro é um lugar onde as pessoas normalmente molham as mãos ou se sujam de creme, en

O 'espelho fitness inteligente' que promete melhorar nossos exercícios físicos

Aparelhos permitem que o usuário veja seu reflexo ao mesmo tempo que assiste ao treino com um instrutor Homem se exercita com espelho fitness inteligente IFIT via BBC Para a maioria das pessoas, incluindo aquelas mais adeptas da vida fitness, a ideia de se olhar no espelho durante o exercício físico não é das mais convidativas. Não ficamos exatamente atraentes quando estamos suados após correr na esteira ou enquanto fazemos caretas para levantar pesos. Compartilhe essa notícia no WhatsApp Compartilhe essa notícia no Telegram Mas, como qualquer frequentador de academia bem sabe, sempre há aqueles que gostam de admirar seu reflexo nos enormes espelhos pregados nas paredes. Esses entusiastas dos corpos esbeltos devem ser os mais instigados pela mais nova tendência do mundo dos exercícios em casa: os espelhos fitness inteligentes. Tratam-se de espelhos verticais de 180 centímetros ou mais que contêm um computador, conectam-se à internet e também funcionam como uma tela para exibição de vídeos. O brasileiro que está construindo 'carro voador' no quintal de casa Fone de ouvido com purificador de ar promete proteger usuários contra poluição A ideia é se conectar com um treinador online, que aparece no espelho/tela ao lado do seu reflexo. Nos dispositivos mais avançados, o espelho é equipado com câmeras e alto-falantes, para que o personal trainer possa observar seus movimentos e sugerir ajustes e alterações. Os usuários têm a opção de aulas individuais ao vivo ou aulas em grupo, com vários exercícios, incluindo levantamento de pesos, pilates, cardio e ioga. Nos espelhos mais simples, o vídeo e o som são apenas unidirecionais - é possível ver e ouvir o treinador, mas não o contrário. As aulas geralmente não são ao vivo e, em vez disso, acessa-se uma biblioteca de vídeos de exercícios gravados. Espelhos fitness inteligentes permitem que você veja seu reflexo e seu instrutor IFIT via BBC As peças, seja do modelo mais simples ou do mais avançado, são geralmente vendidas por pelo menos 1.000 libras (R$ 6.200). Os usuários ainda precisam pagar por uma assinatura mensal para acessar os serviços em vídeo. Os espelhos, que têm tela sensível ao toque, também são normalmente equipados com vários sensores, conectados a uma inteligência artificial que pode fornecer feedback sobre seus movimentos e sugerir melhorias. O primeiro espelho desse tipo a ser vendido no Reino Unido foi o Vaha. Fabricado pela empresa alemã de mesmo nome, chegou ao mercado no ano passado. Marcas rivais incluem Tonal, Mirror, NordicTrack, Portl e ProForm. A Vaha descreve seu espelho como uma peça que oferece "sessões personalizadas completas e imersivas para o corpo, a mente e a saúde nutricional". Mas existe alguma vantagem real em poder assistir a si mesmo treinando? Colleen Logan, vice-presidente de Relações Públicas da iFit, proprietária norte-americana da Nordic Track e da ProForm, diz que ver a si mesmo no espelho permite ao usuário "ajustar sua forma [ou posição], para obter os melhores benefícios do exercícios de força e minimizar erros que podem levar a lesões". Inseguranças Anthony Papathomas, psicólogo especialista na área de esportes e condicionamento físico da Universidade de Loughborough, diz que há mérito nesse argumento, mas admite ter algumas preocupações. "Do ponto de vista psicológico, exercitar-se na frente de seu reflexo pode fornecer um feedback importante; por exemplo, sobre a técnica de corrida ou a forma de levantamento de peso", diz ele. "Também pode apelar para as motivações estéticas das pessoas para o exercício - você pode ver os músculos em ação e isso pode ser gratificante". "Minha preocupação seria como as pessoas com inseguranças sobre sua imagem corporal se sentem sobre isso", acrescenta. "Pode ser um problema para aqueles que são novos no mundo do exercício e procuram fazer uma mudança no estilo de vida". "Mesmo entre os praticantes regulares de exercícios, sabemos que muitos sofrem de dismorfia corporal ou distúrbios alimentares e, para eles, ver um reflexo durante o exercício pode ser preocupante". Há ainda um segundo modelo de espelhos high-tech entrando no mercado - espelhos de bem-estar inteligentes. Esses são espelhos que usam sensores e inteligência artificial para avaliar a pele e a saúde subjacente de um usuário. Espelhos de saúde inteligentes que usam sensores para verificar a pele também estão disponíveis Care OS A empresa francesa Care OS fabrica dois desses produtos, projetados para substituírem os espelhos de banheiro tradicionais. As peças usam uma câmera e sensores de luz infravermelha e ultravioleta para analisar a pele e a temperatura de uma pessoa e, em seguida, sugerem uma série de rotinas de cuidados. O usuário também pode acessar tutoriais de cuidados com a pele disponíveis por assinatura. Violaine Monmarche, cofundadora da Care OS, explica que o espelho funciona com controle de movimento e voz. "O banheiro é um lugar onde as pessoas normalmente molham as mãos ou se sujam de creme, então o espelho não funciona pelo toque - você só tem que gesticular na frente dele", diz ela. Anoob Pakkar-Hull, médico especializado em estética e beleza e consultor do Harley Street Specialist Hospital em Londres, diz que esta nova tecnologia "fez a famosa frase 'espelho, espelho meu, existe alguém mais bonita do que eu?' se tornar realidade". Ele acrescenta: "Os avanços feitos em inteligência artificial, realidade aumentada e reconhecimento facial trazem uma infinidade de oportunidades que devemos aproveitar para dar às pessoas a capacidade de avaliar e gerenciar sua saúde em casa". No entanto, Pakkar-Hull diz que ainda tem preocupações com a precisão e a falta de interação do toque. "Certos problemas médicos requerem palpação [toque] para que a condição seja diagnosticada adequadamente". A consultora e psicóloga Dr. Elena Touroni também tem preocupações sobre os espelhos inteligentes para fitness e bem-estar. "Para alguém que já está focado na perfeição e talvez já perceba muitas 'falhas' em seu corpo, esses espelhos podem acabar amplificando esses tipos de dificuldades psicológicas", diz ela. O psicólogo Lee Chambers concorda que existe o risco de as pessoas ficarem obcecadas em "trabalhar com perfeição". No entanto, ele acrescenta que os espelhos inteligentes "têm a capacidade de capacitar as escolhas de saúde e estimular os comportamentos de saúde". Ele acrescenta que o espelho para exercícios também deve ser muito útil para pessoas que não têm tempo de ir à academia, mas ainda querem feedback sobre como estão se saindo.