Preço da cebola sobe 31,28% em abril e eleva cesta básica em 10,04%

15 Mai 2020

Preço do quilo da cebola registrou alta de 31,28% em abril, segundo o Procon-SP

Pixabay

O custo da cesta básica paulistana teve alta de 8,12% em abril,

passando de R$ 798,10 para R$ 862,87. No ano, a variação chegou a 10,04%.

O aumento foi divulgado nesta quinta-feira (14) e constatado numa pesquisa feita pelo Procon-SP e o Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos).

Leia mais: Preço do feijão sobe 62% e faz cesta registrar alta de 10,66% em 2019

O grupo de higiene pessoal foi o que apresentou a maior variação (11,09%) no período. Na sequência aparecem alimentação (7,73%) e limpeza (9,68%).

Dos 39 produtos pesquisados, na variação mensal, 36 apresentaram alta e três diminuíram de preço.

Os produtos que mais subiram foram:

• Cebola (kg) - 31,28%
• Pacote de papel higiênico fino branco (4 unidades) - 27,74%
• Feijão carioquinha (kg) - 19,30%
• Batata (kg) - 17,56%
• Sabão em barra (unidade) - 17,27%

Cebola acumula maior alta no ano

De acordo com levantamento do Procon-SP, em março, o preço médio do quilo da cebola era R$ 3,90 e, em abril, subiu para R$ 5,12. O aumento foi de 31,28%.

“As chuvas no Nordeste, os reduzidos estoques no Sul e a limitação das importações de cebola argentina devido à covid-19 tiveram como resultado a expressiva alta de valor do bulbo”, explica a nota do Procon.

Leia mais: Preço da batata sobe 9,76% e eleva cesta básica em 0,70% em janeiro

O levantamento também apontou que a cebola foi o produto com a maior elevação acumulada no ano, de 46,29%.

Em dezembro de 2019, o valor médio era R$ 3,50 e passou para R$ 5,12, em abril de 2020.

Feijão e batata também subiram

O feijão, que registrou o maior aumento da cesta básica no ano passado, atingindo alta de 62,61%, também subiu de março para abril.

O preço médio do quilo do grão teve elevação de 19,30%, passando de R$ 5,75 para R$ 6,86.

Leia mais: Tomate puxa alta e preço da cesta básica aumenta em 15 capitais

A batata, grande vilã da cesta básica em janeiro, também teve o preço médio do quilo elevado em abril.

Passou de R$ 4,50, em março, para R$ 5,29, em abril. Atingindo uma variação foi de 17,56%.

Em 2020, o acumulado foi de 43,36%. O preço passou de R$ 3,69, em dezembro de 2019, para R$ 5,29, em abril de 2020.

As principais quedas foram constatadas nos seguintes itens:

• Frango resfriado inteiro (kg) - 3,24%
• Açúcar refinado (5 kg) - 1,04%
• Creme dental (tubo 90g) - 0,75%

Preço do kg da carne sobe 14,89%

A carne, grande vilã da inflação em 2019, também registrou alta de preço. Em média, o quilo da carne de primeira subiu 14,89%, passando de R$ 28,28, em março, para R$ 32,49, em abril.

Leia mais: Blitz da Patrulha do Consumidor flagra preços abusivos em itens da cesta básica

No período, o aumento médio da carne de segunda foi de 5,03%. Passou de R$ 23,46 para R$ 24,64.

Sabão em pedra puxa preço de cesta de limpeza

Na área de limpeza, os produtos que sofreram mais aumento foram:

• Sabão em barra (17,27%);
• Sabão em pó (16,59%);
• Limpador multiuso (5,74%);
• Detergente (3,29%);
• Amaciante (2,17%); e
• Água sanitária (1,56%).

Leia mais: É hora de negociar aluguel, conta de telefone, TV a cabo e outros gastos?

Em março, as despesas médias do paulistano com itens de limpeza foram de R$ 43,68, enquanto em abril foram de R$ 47,91, ou seja, alta de 9,68%.

Higiene tem apenas creme dental com queda de preço

Os preços dos produtos de higiene registraram alta de 11,09% em abril.

Enquanto em março o paulistano gastou, em média, R$ 66,45, para comprar produtos de higiene, no mês passado foi preciso desembolsar R$ 73,82.

A maioria dos produtos sofreu aumento:

• Papel higiênico (27,74%);
• Desodorante (12,60%);
• Absorvente (9,16%); e
• Sabonete (2,21%);

Leia mais: Sobrou mês no fim do salário? Veja 8 dicas para seu dinheiro render mais

Apenas o creme dental registrou queda de 0,75% no mês.

Confira a íntegra da pesquisa neste link.

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree