Governador do Maranhão anuncia reabertura econômica

22 Mai 2020

Maranhão tem 15.114 casos e 634 óbitos por covid-19

Douglas Júnior/Futura Press/Estadão Conteúdo - 6.5.2020

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), anunciou

em pronunciamento nesta quarta-feira (20) que o Estado irá começar um processo "gradual" de liberação das atividades econômicas a partir da próxima segunda-feira (25).

Na declaração, Dino afirmou que a reabertura será dividida por setores, que seguirão protocolos sanitários e de segurança que serão aprovados pela Casa Civil.

Leia mais: Europa se prepara para reinício econômico após pandemia

As medidas de reabertura gradual da economia devem se estender por 45 dias. Segundo o governador, o decreto que restringe atividades comerciais e a circulação de pessoas para combater a pandemia do novo coronavírus será mantido em todo o Estado até domingo (24).

A determinação permite que sejam reabertas as empresas familiares, ou seja, locais em que trabalham somente o proprietário e pessoas do seu grupo familiar. A definição vale para todas as pequenas empresas do Maranhão que possuam essa característica.

Os comerciantes deverão seguir os protocolos de higiene, etiqueta respiratória, adotar o uso de máscaras e praticar o distanciamento social. "Para outros segmentos econômicos, a liberação dependerá da aprovação, pela Casa Civil, de protocolos sanitários setoriais que já estão sendo elaborados", explicou Dino.

O anúncio ocorre após o Maranhão registrar a marca de 15.114 casos de covid-19 e 634 óbitos pela doença. O Estado é o 7º no ranking do País com mais casos confirmados e mortes pelo novo coronavírus.

Copyright © Estadão. Todos os direitos reservados.

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree