Quando for apagar apps antigos também vale deletar suas contas ligadas a eles

16 Julho 2019

Então, você ficou entediado com o último app de fotos, ou com o novo app de perguntas anônimas ou qualquer que seja o app da moda. Aí é só remover o

app do seu smartphone e seguir a vida, né? Não é bem assim.

Se livrar de apps, sites e serviços pode parecer bem simples: basta arrastar um ícone de aplicativo para a lixeira ou tocar numa pequena cruz no canto do ícone. Mas pense no que você está deixando para trás: uma conta registrada com um endereço de e-mail, talvez uma data de nascimento, uma conexão com sua conta do Google ou Facebook ou até mesmo um servidor web inteiro.

Se você leva a sério a tarefa de proteger seus ativos virtuais e se preocupa com a quantidade de impressões digitais que você deixa para trás, é necessário reservar um tempo extra para excluir contas (e os dados dentro delas) ao se despedir.

O que os aplicativos deixam para trás

Remover um app do seu smartphone (ou do seu laptop) não deixa muita coisa escondida — em termos de dados, na verdade, pelo menos no seu dispositivo. Mas, a menos que você desative a conta associada ao aplicativo, ele fica vivo, reunindo poeira virtual na nuvem em algum lugar.

Nem todo app exige uma conta, é claro. Se você não registrou um endereço de e-mail ou qualquer informação pessoal, poderá excluí-lo com segurança do seu telefone sem se preocupar mais com isso.

Outros apps serão mais famintos por dados em termos do que eles querem de você (data de nascimento, local atual, os filmes em que você está interessado e assim por diante). Os desenvolvedores de aplicativos provavelmente ficarão com essas informações, a menos que você diga especificamente que não. Lembre-se de que os aplicativos podem coletar informações sobre você sem que você realmente faça nada. Se um aplicativo tiver acesso aos dados de localização do seu telefone, por exemplo, ele poderá registrar os locais visitados.

Você sabe onde estão os seus dados. Captura de tela: Fitbit

Se você quiser saber exatamente o que os desenvolvedores de aplicativos estão fazendo com esses dados, é necessário visitar a política de privacidade oficial do aplicativo. Isso deve informar, ainda que de forma indireta, o que um aplicativo em particular está coletando e por quanto tempo mantém esses dados.

Mesmo depois de excluir sua conta, os restos digitais podem ainda ficar. O Facebook pode levar até 90 dias para se livrar dos dados coletados depois que você decidir que não deseja mais ter um relacionamento com ele — se algo não estiver claro em uma política de privacidade, você poderá sempre perguntar diretamente.

Esta é outra razão, a propósito, para evitar a instalação de apps suspeitos em seu telefone. Grandes nomes de software sabem que precisam ser razoavelmente transparentes sobre o uso de dados, ou pelo menos fingem ser. Aplicativos menos conhecidos, por outro lado, muitas vezes são pouco claros ao explicar o que eles coletam e como o fazem.

Por que isso importa?

Toda essa preocupação é importante por alguns motivos: primeiro, isso significa que você não será bombardeado por e-mails direcionados e publicidade, seja pelo aplicativo em si, pedindo que você tente instalá-lo novamente, ou de um dos “parceiros de marketing” do aplicativo procurando vender outra coisa.

No momento que você agir, talvez seja tarde demais para impedir que suas tendências de compra vazem para os profissionais de marketing, mas pelo menos seus detalhes não serão compartilhados ou vendidos continuamente. Você pode, no entanto, fazer algo para limitar o dano.

Segundo, tem uma questão de segurança. Mesmo se os desenvolvedores do app usarem seu dados de forma responsável, eles podem não mantê-los seguros o suficiente — e se hackers acharem uma brecha, todos os dados que você compartilhou com o app estarão nas mãos deles. Se você não tiver mais uma conta na base de dados hackeada, seus detalhes não poderão ser roubados.

Tela exibe apps conectados ao TwitterVerifique as pequenas contas conectadas às suas grandes contas. Captura de tela: Gizmodo

Todas essas contas menores e inconsequentes que você criou também podem levar os cibercriminosos aos seus ativos digitais. Isso pode ter ocorrido porque você usou uma conta do Google para fazer login, por exemplo, ou porque um aplicativo específico tem permissão para postar no seu mural do Facebook.

O resultado final é que a exclusão de contas, uma vez que você para de usá-las, limita sua exposição — os hackers em potencial têm menos alvos a visar quando se trata de encontrar um caminho para seus vários armários digitais. Por isso, vale a pena gastar alguns minutos para encontrar essas contas e desativá-las.

A verificação de aplicativos de terceiros conectados a suas principais contas (Google,Twitter, Facebook e Instagram, acessando sua página inicial e clicando no ícone de ferramenta) é uma maneira de encontrar contas antigas e não usadas que você se esqueceu. Navegar pelo banco de dados de login no seu gerenciador de senha ou navegador é outra forma. Você também pode tentar pesquisar na caixa de entrada de e-mails as contas que não são mais usadas, além de simplesmente dar uma olhada nos apps do seu telefone.

Como deletar contas antigas

Infelizmente, não existe uma varinha mágica que você balança para identificar instantaneamente os aplicativos que você não está mais usando ou para encerrar efetivamente essas contas com um clique ou um toque. Recomendamos que você seja cuidadoso com qualquer serviço que prometa isso (provavelmente ele não agirá conforme prometido e ainda coletará seus dados).

Em vez disso, é hora de um bom e velho trabalho manual. Fazer login nas contas das quais você deseja se livrar (talvez seja necessário redefinir a senha esquecida ao longo do caminho), procurando uma opção para encerrar sua conta e, em seguida, examinar as solicitações, independentemente de quantas etapas ou pesquisas de feedback sejam necessárias para o processo.

Obviamente, não podemos passar por todas as contas e fornecer instruções de como excluí-las, mas a opção não deve ser muito difícil de localizar. Se estiver, entre em contato diretamente com o desenvolvedor ou com o suporte ao cliente ou faça uma pesquisa rápida na web para descobrir o que você precisa fazer. O mais cruel dos aplicativos pode forçá-lo a fazer uma ligação telefônica para cancelar uma conta em particular, mas tenha coragem e resolva logo isso.

Daremos um exemplo apenas para aguçar seu apetite e mostrar como isso é feito. No caso do Dropbox, você precisa fazer login na sua conta web, clicar em seu avatar, ir em Configurações, abrir a guia Geral e clicar em Excluir conta. O Dropbox, como a maioria dos aplicativos, leva você a várias telas de confirmação antes de limpar todos os vestígios de sua existência dos servidores.

Tela para deletar conta no DropboxA opção para apagar conta geralmente fica levemente escondida. Captura de tela: Gizmodo

Em alguns casos, você pode pensar em exportar ou salvar seus dados antes de excluir sua conta. Isso é feito facilmente com o Dropbox, porque todos os seus arquivos ainda serão armazenados em seu disco rígido, mas não na nuvem. Outras vezes pode ser mais difícil ou você simplesmente não se importa (sua contagem diária de passos de cinco dias seguidos do mês de janeiro, para que você quer isso?), mas é algo a ser lembrado antes de você puxar o plugue.

Uma vez que sua conta for confirmada como apagada, você pode, então, continuar com o negócio de banir o app do seu smartphone — na gaveta de aplicativos do Android, toque e segure em um ícone e arraste-o até o botão desinstalar. No iOS, toque e segure o ícone até que ele comece a tremer e, em seguida, toque no pequeno ícone de cruz.


Em breve novidade aqui!!!

K2_LEAVE_YOUR_COMMENT

Usuário(s) Online

Temos 589 visitantes e Nenhum membro online
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree