-->

Eletrobras sofre ação judicial nos EUA e diz que dados de empréstimos estão corretos

31 Outubro 2019

defendeu nesta quinta-feira (31) que as divulgações realizadas pela empresa sobre obrigações de empréstimos compulsórios "têm sido e permanecem precisas", após uma empresa do grupo Al Mazrouei, dos Emirados Árabes

Unidos, ter entrado com ação nos Estados Unidos contra a estatal.

O grupo acusa a de descumprir leis locais e regras do americano, alegando que a Eletrobras deturpou informações em comunicados junto à SEC (reguladora dos EUA) e outros comunicados públicos.

Eletrobras defendeu precisão em dados sobre empréstimos - Brendan McDermid - 09.abr.2019/Reuters

Segundo a ação, omitido bilhões de dólares em passivos e, ao fazê-lo, teria desvalorizado os títulos de compulsório e inflado o valor de suas ações.

A Eletrobras disse que contratou um escritório de advocacia nos EUA e "pretende se defender vigorosamente das alegações feitas na ação".

A elétrica também disse acreditar que as provisões que fez em suas demonstrações financeiras relativas aos empréstimos compulsórios são "razoáveis e apropriadas à luz dos riscos enfrentados pela companhia".

A Eletrobras informou em seu mais recente balanço, do segundo trimestre, que já pagou mais de R$ 6 bilhões referentes a demandas judiciais sobre o compulsório, além de ter provisão de R$ 17,9 bilhões para lidar com ações sobre o tema.

Criado por ação do governo brasileiro nos anos 60, o empréstimo compulsório foi uma cobrança junto a consumidores industriais para financiar a expansão do sistema elétrico. Nos anos 80, o prazo para devolução foi prorrogado e o governo definiu que a Eletrobras poderia antecipar a quitação convertendo créditos do empréstimo em ações.


Em breve novidade aqui!!!

K2_LEAVE_YOUR_COMMENT

Usuário(s) Online

Temos 1365 visitantes e Nenhum membro online
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree