Como fazer picanha: aprenda três formas diferentes de preparar

01 Fevereiro 2020

Já faz tempo que a picanha é item quase obrigatório na maioria dos churrascos pelo Brasil. Grelhada na churrasqueira e temperada apenas com sal grosso, o sabor e maciez são garantidos

quando e peça é feita do jeito certo.

Leia também: Azeite, vinagre ou algo a mais? Veja dicas para não errar no tempero da salada

shutterstock

Mas não é só isso! É possível preparar a picanha de outras formas além da grelha, como na pedra de sal. Os diferentes métodos dão um sabor especial à peça, além de ser uma maneira diferente de servir a carne.

Ao Receitas Culinárias, Larissa Morales, do canal no YouTube Larica na Brase, ensina três métodos diferentes de como fazer picanha.

1. Picanha na pedra de sal

Carne feita na pedra de sal
shutterstock

Famosa por prometer benefícios à saúde, o método que ainda não é muito famoso entre os brasileiros, mas vem ganhando popularidade nos últimos anos. Além de carne de boi, a pedra de sal também pode cozinhar peixes, aves, legumes e verduras.

Antes de tudo, para fazer a picanha na pedra de sal é necessário o pré-aquecimento da pedra de sal. "Para isso leve a pedra de sal ao forno, no fogo mais baixo, por 15 minutos, e depois aumente para o fogo mais alto do forno por mais 30 minutos’’, recomenda Larissa.

"Retire do forno, coloque em uma forma de assar, e disponha as picanhas fatiadas, isso vai te facilitar na hora de limpar, pois a gordura escorre’’, continua. Depois que o primeiro lado selar, vire a picanha até ficar no mesmo ponto. Não se esqueça de selar a gordura também!

"A pedra de sal salga, mas não o suficiente. Portanto, é necessário acertar o sal no fim, com flor de sal'', finaliza.

Leia também: Clássico do churrasco: saiba como escolher, preparar e cortar picanha

2. Picanha engessada

Peça de picanha
shutterstock

Outro método diferente, a picanha engessada é envolta numa camada de sal grosso e levada ao forno.

"Para fazer uma picanha engessada é necessário somente sal e água, mas muito sal para cobrir a peça toda. A quantidade varia conforme o tamanho da sua picanha. É só misturar o sal com água, formando uma pasta'', avisa a chef.

Após fazer a mistura, faça uma base de sal, que seja grande o bastante para o tamanho da peça da carne, em uma forma própria para o forno. Depois, coloque a picanha na forma e cubra-a com a mistura de sal grosso e água. Não se esqueça de cobri-la por completo, sem deixar nenhum pedaço da carne exposto.

"Leve ao forno, e deixe por mais ou menos 45 minutos a 180 graus. Para servir, deixe descansar pelo menos 10 minutos. Isso vai ajudar ao suco da carne voltar para as extremidades, e deixa-lá mais suculenta.’’, sugere Larissa.

A pesar da quantidade de sal utilizada, a picanha não fica salgada e fica extremamente suculenta.

3. Picanha Desfiada

Carne desfiada
shutterstock

Um ótimo método de incrementar seu prato ou lanche, a picanha desfiada é opção para aqueles que querem aproveitar ao máximo a peça de carne de uma forma bem fácil.

Leia também: Culinária portuguesa vai muito além de bacalhau e pastel de Belém; veja receitas

"Tempere a picanha com sal grosso e pimenta-do-reino. Embrulhe no papel alumínio ou celofane, e leve ao forno a 200 graus por 1 hora e 40 minutos’’, ensina. Após ficar pronta, é só desfiar a carne com um garfo ou utensilio de sua preferência. ‘’Não despreze a gordura, ela vai ajudar no sabor e suculência', complementa.

A picanha desfiada fica uma delícia com qualquer prato ou sanduíche.

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree