Costela no churrasco: veja dicas de como preparar a carne

08 Abril 2020

Costela é um dos clássicos do churrasco, mas que nem sempre as pessoas se arriscam a fazer. Isso porque para conseguir uma carne macia e saborosa é preciso técnica na hora

de assar.

Leia também: Qual o melhor corte, como temperar e assar: tudo para usar alcatra no churrasco

Para descobrir quais os segredos na hora de preparar a costela no churrasco, o i G Receitas conversou com dois especialistas no assunto. Eles ensinaram como escolher, temperar e assar tanto a costela bovina quanto a suína.

Costela bovina no churrasco

Divulgação/Churrasqueadas

Como escolher

“Devemos prestar atenção na cor da gordura. Uma gordura mais amarelada pode ser sinal de um animal mais velho e, consequentemente, uma carne mais rígida”, ensina José Almiro, do canal do YouTube Churrasqueadas.

Outro ponto importante é a quantidade de carne. Assim como a gordura, a costela deve ter bastante carne. Além disso, você deve se atentar à largura dos ossos. “Ossos muito largos sinalizam um animal mais velho”, fala. Por fim, o cheiro deve ser sempre de carne fresca.

“A costela pode ser dividida em sub cortes como a costela janela (que é o meio da costela), a ripa (que é localizada na parte mais superior da costela) e a minga ou ponta de agulha (que é localizada na parte inferior)”, completa.

Como temperar

Para o churrasqueiro, a costela por si só é muito saborosa. “Temperar só com sal grosso permite que você sinta o sabor inconfundível da costela”, fala. Claro, você também pode utilizar outros temperos para dar mais sabor.

Nesse caso, ele sugere cachaça ou cerveja. “Além de hidratar a carne, ajuda a segurar o sal e dá um gosto bem interessante. Combina muito bem!”, diz. Também é possível fazer uma marinada com vinho e, como toda carne bovina, alho e cebola são bons temperos.

Leia também: Pimenta-do-reino, ervas e mais: como usar outros temperos no churrasco

Como assar

Existem duas formas de assar a costela bovina: direto na churrasqueira ou enrolada no papel alumínio. No primeiro caso, Almiro explica que a costela deve ficar pelo menos de seis a oito horas e sempre ser assada em uma temperatura baixa (100° A 120°C), iniciando com o osso para a fonte de calor.

Já enrolada no papel alumínio, a carne também deve ser assada em baixa temperatura, mas entre quatro e cinco horas já é possível ter uma maciez na costela.

Costela suína no churrasco

costela suina
Pixabay

Como escolher

Na hora de escolher a costela suína para churrasco, o critério é optar por uma peça com bastante carne e pouca gordura, segundo Alex Mei, chef consultor da BRF.

Como temperar

A dica do chef é deixar a peça marinando na laranja e na cachaça por um ou dois dias, o que vai dar maciez e um sabor diferenciado. Além disso, ele recomenda temperar com alecrim, alho, suco de laranja, vinho branco seco e pimenta calabresa.

Como assar

“O melhor método é cozinhar e depois assar”, ensina. Alex Mei dá um passo a passo com base em uma costela suína de tamanho médio. Segundo ele, o tempo médio de preparo é de duas horas, sendo a primeira hora cozinhando.

“Para isso, é só enrolar a costela no papel alumínio por três vezes (três folhas de papel) e colocá-la na churrasqueira. Isso vai cozinhar o meio da peça, deixá-la rosada e sem queimar gordura”, fala. Depois, é só tirar o alumínio e assar por mais uma hora. “Importante: antes de assar, dê o seu toque com um pouco de tempero para não ressecar”, alerta.

Leia também: Fácil e saboroso! Confira 5 dicas para não errar no preparo do pão de alho

Dica extra

Para dar um toque especial, o chef sugere acrescentar molho barbecue na costela suína. A dica é passar o barbecue quando estiver assando a costela. Sendo assim, na segunda hora do preparo, após retirar o papel alumínio.

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree