Imprimir esta página

Produto usado em batatas fritas do McDonalds pode curar calvície

04 Fevereiro 2018

Essa é ou não a notícia mais louca de hoje?

bagunça." data-reactid="32">Essa manhã, falamos sobre os planos do Doritos para criar produtos “voltados para mulheres”, que seriam menos crocantes e fariam menos bagunça.

Aparentemente, agora também há uma cura para calvície num produto químico utilizado nas batatas fritas do McDonalds.

Cientistas japoneses conseguiram fazer pelos crescerem em ratos, graças a uma técnica simples de utilização de células-tronco humanas, que gerou folículos capazes de criar novos pelos.

Após observar os ratos criarem pelos dentro de apenas alguns dias, os pesquisadores acreditam que a mesma técnica pode ser aplicada a humanos.

A equipe de pesquisa fez sua descoberta científica após produzir pela primeira vez “germes de folículo piloso”, que auxiliam no desenvolvimento folicular.

O segredo foi utilizar dimetilpolissiloxano, o mesmo produto químico encontrado no McDonalds, que é adicionado nas batatas fritas, por motivos de segurança.

Falando sobre a descoberta, o professor Junji Fukuda, da Universidade Nacional de Yokohama, disse: “A chave para a produção em massa dos germes foi a escolha de substratos para o cultivo.”

“Usamos dimetilpolissiloxano permeável a oxigênio (PDMS) na parte inferior do recipiente de cultivo e funcionou muito bem”.

Bilhões são gastos por ano no tratamento contra a perda de cabelo, mas nunca antes folículos pilosos foram criados dessa forma.

“Esse método é simples, robusto e muito promissor”, confirmou Fukuda.

“Esperamos que a técnica melhore a terapia regenerativa do cabelo humano para tratar problemas como alopecia androgênica (calvície de padrão masculino)”.

Gastos com perda de cabelo são astronômicos [foto: Getty]

De acordo com pesquisas recentes, a calvície masculina afeta cerca da metade dos homens e é o tipo mais comum de perda de cabelo.

A International Society of Hair Restoration estima que 40% dos homens sofrerão perda de cabelo perceptível, a partir dos 35 anos.

Mas as mulheres também sofrem com perda de cabelo. Cerca de uma a cada cinco mulheres no Reino com mais de 25 anos sofrem perda de cabelo ou desbaste, de acordo com um estudo encomendado por Philip Kingsley, e mais de 9% das 2.000 mulheres questionadas já haviam sido afetadas pelo problema.

E o gasto com a cura para perda de cabelo de homens e mulheres é enorme. A Organização Mundial de Saúde estima que o gasto anual chegue a £1.4 bilhões.

Com esses números, vale a pena experimentar a cura das batatas fritas, não é?

Embora não possamos compreender totalmente a ciência por trás de tudo isso, ficamos felizes com qualquer desculpa para comer no McDonnalds.

Só espero que isso não aumente os pelos em lugares onde não queremos pelos.

Mais recentes de 

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree