Sonda japonesa inicia retorno à Terra com amostra de asteroide

19 Novembro 2019
K2_ITEM_AUTHOR 

Depois de percorrer 300 milhões de quilômetros até chegar ao asteroide Ryugu para uma missão exploratória, a sonda espacial japonesa Hayabusa-2 iniciou na última quarta-feira (13) as manobras de regresso à

Terra. A previsão é de que, se tudo correr como esperado, o artefato pouse no nosso planeta em algum momento no final do ano que vem – e tomara que tudo dê certo mesmo, pois a pequena nave está trazendo uma “carga” muito especial na bagagem.

Amostra valiosa

Durante a sua missão, a Hayabusa-2 coletou amostras de matéria orgânica e carbono do Ryugu – e é esse valioso material que a sonda japonesa está transportando. Esta, aliás, é a 1ª vez na História que um artefato não tripulado fabricado pela humanidade empreende a façanha de ir até um astro distante para a realização de levantamentos e retornar ao nosso planeta com um “pedacinho” para análise.

(Fonte: New Atlas / Reprodução)

Caso você não se recorde, em abril deste ano, a Hayabusa-2 disparou um dispositivo contra o asteroide – para “levantar” poeira da superfície e poder acessar material que não tivesse sido exposto aos rigores do cosmos – e, depois, fez um pouso perfeito na rocha espacial para obter amostras.

O bacana é que os cientistas acreditam que o asteroide se encontra em órbita aqui pelas nossas bandas desde a origem do Sistema Solar, há mais de 4,5 bilhões de anos, então a amostra coletada pode fornecer informações sobre como eram as coisas quando a nossa vizinhança cósmica estava em formação.

Engatando missões

Segundo esperam os cientistas da Agência Espacial Japonesa – JAXA –, o material trazido pela sonda espacial poderá ajudá-los a entender como a matéria orgânica se distribui pelo Sistema Solar, como ela foi parar no asteroide e que tipo de relação ela guarda com a matéria orgânica que existe aqui na Terra. Mas, claro, para que essas análises sejam realizadas, a Hayabusa-2 primeiro precisa retornar em segurança ao nosso planeta.

(Fonte: Universe Today / Reprodução)

A boa notícia é que, embora a sonda tenha levado 3,5 anos para percorrer os 300 milhões de quilômetros até o asteroide, a viagem de volta deverá ser bem mais curta, uma vez que a Terra e Ryugu estarão mais próximos por conta de suas órbitas. Ademais, a expectativa é de que, no final do ano que vem, a Hayabusa-2 libere a cápsula contendo as amostras sobre a Austrália e nem chegue a pousar por aqui, mas sim que siga em uma nova missão.

Sonda japonesa inicia retorno à Terra com amostra de asteroide via TecMundo

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree