Rússia enviará turistas para a Estação Espacial Internacional em 2023

30 Junho 2020
K2_ITEM_AUTHOR 

Após uma década sem promover esse tipo de iniciativa, a empresa espacial estatal russa Roscosmos divulgou que dois turistas pagantes terão a oportunidade de ir à Estação

Espacial Internacional em 2023. Ambos farão um voo curto com a sonda Soyuz. Enquanto estiverem por lá, um deles poderá, inclusive, passear fora das instalações – primeira vez em que um cidadão comum fará algo assim.

Para tornar o projeto possível, a Roscosmos está trabalhando com a companhia norte-americana Space Adventures, que propicia a realização das viagens espaciais a consumidores com alto poder aquisitivo. A parceria entre as empresas não é a primeira, sendo responsável pelo envio de sete pessoas à ISS em oito lançamentos.

Em 2009, última vez em que isso ocorreu, o cofundador do Cirque du Soleil Guy Laliberté conseguiu aproveitar o passeio diferenciado – que custou US$ 42 milhões (cerca de R$ 230 milhões, em conversão direta).

Guy Laliberté, cofundador do Cirque du Soleil.

A pausa nas atividades ocorreu para que a instituição auxiliasse a NASA no transporte de astronautas após a aposentadoria da Space Shuttle em 2011. Obviamente, a ajuda teve um preço: cerca de US$ 80 milhões (cerca de R$ 438 milhões) por passageiro.

Agora, uma vez que a agência norte-americana está utilizando a cápsula Crew Dragon e que a Boeing também está desenvolvendo um novo equipamento para essa finalidade, o CST-100 Starliner, menos “passagens” estão sendo compradas – e a empresa russa voltará ao turismo.

Retomando viagens espaciais de luxo

Ainda neste ano, foi anunciado pela Roscosmos que ela está trabalhando com a Space Adventures para enviar dois turistas à ISS ainda em 2021, e o anúncio recente seria mais um dos planos das empresas. A grande novidade é justamente a chamada spacewalking, algo inédito até então. Nenhum dos turistas anteriores pôde realizar essa experiência.

E aí, você iria?E aí, você iria?

Quem acha que aproveitar um privilégio assim é uma tarefa simples está redondamente enganado. Um treinamento intensivo em solo é exigido daqueles que queiram se dispor a se aventurar em gravidade zero. Infelizmente, não foram divulgados valores nem processos detalhados da preparação, apenas que tudo o que for necessário para garantir a segurança dos tripulantes está incluído no pacote.

Eric Anderson, CEO da Space Adventures, comemora: “Um cidadão comum completando uma caminhada espacial é um passo gigantesco para voos do tipo. Agradecemos a chance de comemorar duas décadas de turismo espacial orbital com nossos parceiros russos, dando início a outra experiência inédita.”

E aí, você participaria, se pudesse?

Leia também:

Rússia enviará turistas para a Estação Espacial Internacional em 2023 via TecMundo

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree