Covid-19: comer fora é mais arriscado que andar de ônibus

14 Setembro 2020
K2_ITEM_AUTHOR 

Sair para jantar em um restaurante ou utilizar o transporte público lotado para ir ao trabalho, qual das duas atividades torna mais fácil contrair a covid-19? A primeira

opção é a resposta correta, de acordo com o novo estudo feito pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos.

O documento indica que atividade onde as pessoas não podem utilizar máscaras o tempo todo e praticar o distanciamento social, como se alimentar ou beber algo fora de casa, as deixam mais expostas ao vírus.

Os perigos de comer em restaurantes na pandemia

(Fonte: Pixabay)

Para a produção do estudo, o CDC coletou informações de 314 adultos (maiores de 18 anos) testados por covid-19 em 11 centros de saúde espalhados pelos EUA. Todos os participantes apresentaram algum sintoma da doença antes do exame, mas apenas metade testou positivo.

Durante a fase de entrevistas, as "cobaias" foram questionadas sobre quais atividades realizaram 14 dias antes da aparição dos sintomas. Ir ao supermercado, academia, trabalho, bar e salões de beleza estiveram entre as respostas mais comuns, assim como usar o transporte público e comer em restaurantes.

Jantar fora de casa aparecia duas vezes mais entre os testes positivos do que na parcela que testou negativo. Descartado os casos onde o indivíduo tinha ciência de ter tido contato com um infectado pelo coronavírus, ir a um restaurante era três vezes mais comum entre a parcela positiva.

Bares e cafeteria também registraram números expressivos. Essas atividades estiveram quatro vezes mais presentes entre os infectados pelo SARS-CoV-2.

Prevenção contra o vírus

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Segundo os pesquisadores, o estudo ainda apresenta algumas limitações por ainda não conseguir distinguir os impactos de comer em restaurantes com área aberta ou restaurantes com apenas ambientes fechados.

Entretanto, a pequena amostra ressalta a importância dos materiais de proteção na contenção do coronavírus. O CDC recomenda que a população use máscaras pelo maior tempo possível, mantenha sempre 1,8 metros de distância de pessoas desconhecidas e sente em áreas abertas quando possível.

A instituição americana também acredita que seja papel fundamental da clientela chamar a atenção dos empreendimentos sobre a relevância da utilização das máscaras pelos seus funcionários e a disponibilização de outros materiais, como álcool em gel e papel descartável.

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree