-->

Neto crítica 'pressão' em aeroporto e defende Cássio: 'Não merecia isso'

14 Setembro 2020
Lance Lance

Neto comentou sobre a pressão sofrida pelo elenco do Corinthians no desembarque em São Paulo na noite deste domingo, principalmente contra o goleiro Cássio e os meninos do elenco. Os registros feitos pela reportagem da "TV Gazeta" mostra os atletas cercados e sendo escoltados para o ônibus.

O ex-jogador lembrou que outros ídolos já deixaram o clube por pressão semelhante, dando a entender que isso poderia ser o caso do goleiro. Neto disse que o arqueiro campeão mundial com o Timão em 2012 não merecia isso e falou até em novo rebaixamento do Corinthians.

- Nunca o Cássio merecia isso. Quase apanhar depois de ficar quatro meses sem receber. Se eu sou o Cássio, eu vou embora. Um cara que jogou bola como o Cássio jogou no Corinthians não pode receber uma pressão como essa? Não é justo fazer isso com o Cássio e com os meninos. É tradição fazer isso com as pessoas? Vocês vão ser responsáveis pelo Corinthians na segunda divisão de novo - falou.

Neto chamou ainda a pressão de absurdo e lembrou de outros ídolos que deixaram o clube por atitudes de torcedores como vistas no último domingo.

- Quando a torcida faz o que fez com Edílson, com Sócrates, comigo, com o Rivellino, com o Ronaldo Giovanelli, e agora com o Cássio e com os meninos, não sei se são torcedores do Corinthians ou se são só Gaviões. (...) Eu saí, o Edílson saiu, o Rivellino saiu, o Sócrates saiu. Todos os ídolos saíram. Eles podem até merecer pressão, mas não desse jeito. Fazer isso é um absurdo - completou.

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree