-->

Prestes a completar 100 jogos na China, Alan Kardec fala, ao L!, sobre marca: 'Motivo de orgulho'

15 Setembro 2020
Lance Lance

Vivendo um bom momento no futebol chinês vestindo a camisa do Chongqing Dangdai, o atacante Alan Kardec está perto de alcançar a marca de 100 partidas pelo clube asiático. Em entrevista exclusiva ao LANCE!, o brasileiro falou sobre este número, além de projetar seu futuro, e não descartou uma volta ao Brasil.


Desde 2016 na China, Alan saiu do São Paulo para se aventurar na Ásia e sua estadia no outro lado do mundo tem sido bastante proveitosa. Se entrar em campo nesta quarta-feira contra o Qingdao Huanghai, pelo Campeonato Chinês, o brasileiro atingirá a marca centenária pelo Chongqing Dangdai.

- Poder alcançar esta marca é motivo de muito orgulho e felicidade para mim. Aceitei o desafio de vir jogar na China em 2016, tendo justamente um projeto a longo prazo, e poder atingir os 100 jogos pelo Chongqing marcando gols é muito gratificante. A China é um país espetacular, que recebeu muito bem a mim e minha família e aqui tivemos grandes aprendizados - disse Alan Kardec.

Atualmente, o centroavante é um dos pilares do elenco do Chongqing Dangdai e é o capitão do clube chinês. Esta liderança se reflete também em campo, já que em seis jogos na temporada o brasileiro balançou as redes cinco vezes, sendo três nas últimas três partidas.

- Perdi os primeiros jogos do campeonato por estar cumprindo a quarentena, e agora consegui engrenar boas atuações com gols, ultrapassando a marca dos 50 aqui na China. Fico feliz por ser esta referência, mas temos grandes jogadores no elenco que também cumprem este papel. Acho que se todos estivermos na mesma pegada, podemos conquistar vitórias que nos levem mais longe no torneio - afirmou o atacante.

No início do ano, Alan Kardec renovou seu contrato com o Chongqing Dangdai e agora tem vínculo com os chineses até 2022. Feliz e adaptado ao país, o jogador não quis projetar uma volta ao Brasil no momento, mas não descartou um retorno ao seu país natal.

- Eu e minha família, mesmo não estando aqui neste momento, somos muito felizes na China. É um excelente país, que nos recebeu muito bem e que nos dá uma ótima qualidade de vida. Mas o Brasil é nosso país, onde estão nossos amigos e familiares, e sempre recebemos algumas sondagens. Então nunca descarto nenhuma possibilidade. Sigo focado em fazer o meu melhor no Chongqing, que é onde tenho contrato, e deixo as coisas acontecerem naturalmente, se for melhor para todo mundo.

Após ser um dos países mais atingidos pela Covid-19 e sofrer bastante com a pandemia, hoje a China tem lidado bem com a doença. Alan falou sobre como o país enfrentou o vírus e os cuidados que todos tomam nos dias atuais.

- Acho que foi assustador, como em todo o mundo. Fiquei a maior parte do tempo no Brasil e só vim para a China quando foi autorizado. As coisas por aqui são bem organizadas, com os maiores cuidados para que não haja contaminação. Estamos todos na expectativa para a chegada da vacina que nos dê uma maior tranquilidade para voltar a viver normalmente.

* Estagiário, sob supervisão de Carlos Alberto Vieira.

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree