Mais pressão, menos bebida: Marcos compara os Palmeiras de 1999 e 2019


Divulgação
Ex-goleiro Marcos comparou o Palmeiras de hoje com o de 1999

Neste domingo, completam-se exatos 20 anos da vitória por 2 a 1 sobre o Deportivo Cali, da Colômbia,

seguida de triunfo por 4 a 3 nos pênaltis, que garantiu ao Palmeiras a conquista da Libertadores. Em 2019, a equipe, novamente comandada por Luiz Felipe Scolari, busca o bicampeonato. E Marcos, herói de duas décadas atrás, compara os dois times.

Hoje com 45 anos, o ex-goleiro Marcos aponta uma cobrança maior e menor espaço para lazer para o elenco atual, justamente por conta das redes sociais inexistentes há 20 anos. Para o ex-camisa 12, apesar de a equipe de 1999 ter atuado sob a pressão de cumprir o objetivo da patrocinadora e co-gestora Parmalat de ganhar o torneio sul-americano após sete anos de parceria, não havia uma reação imediata dos torcedores como atualmente.

- São outros tempos. Na nossa época, tivemos uma cobrança muito grande, era pressão pra caramba também, mas o pessoal de hoje está vivendo a época da internet, da cobrança online e imediata. Mas tem de cobrar, o torcedor sempre deve esperar que o time ganhe - disse Marcos, com uma sugestão curiosa para os jogadores de hoje, mas pouco viável exatamente por conta das redes sociais.

- Só beber um pouquinho mais do que estão bebendo. Somos de uma geração diferente, saíamos muito juntos depois dos jogos para comemorar, tomar uma cerveja juntos, na mesma mesa do bar. Não só nós, do Palmeiras, como dos outros times. Vivemos outra época, que guardamos com muito carinho. Talvez, hoje, seja mais difícil fazer isso. Se um sentar em um bar e ser filmado bebendo cerveja, no outro dia é uma polêmica desgraçada nas redes sociais.

Cobranças à parte, Marcos acredita que Felipão pode conquistar a sua segunda Libertadores pelo Palmeiras em 2019. No Campeonato Brasileiro, o time é o líder e atual campeão e não perde há 32 rodadas. Na Libertadores, estabeleceu a melhor campanha da fase de grupos, com 15 de 18 pontos possíveis, e enfrenta o argentino Godoy Cruz na oitavas de final, a partir do mês que vem. Com condições de dar o bicampeonato ao clube, segundo o ex-goleiro.

- Nosso time era muito bom tecnicamente, muitos jogadores eram da Seleção Brasileira. Mas, hoje, o Palmeiras tem um time muito qualificado. Na nossa época, não conseguimos ficar tantas partidas invictos como o Palmeiras está no Brasileiro. Esse time de hoje merece muito valor pelas conquistas que tem. Como torcedor, gostava muito do time de 1999 como gosto do time de hoje porque enche de esperança para sempre conquistar títulos - falou.

- O time tem grandes contratações hoje e está disputando a Libertadores de novo, como um dos favoritos neste ano. O Palmeiras está mais forte a cada ano, com mais contratações. Sempre ficamos na expectativa de conquistar esse bicampeonato. Dá esperança. Quem sabe não é neste ano?

Compartilhe este artigo

Entre para postar comentários

Contato

Telefone: 55 3522-8882

E-mail: atendimento@oguiadacidade.com.br

 

Últimas Mensagens

Newsletter

Receba nossas notícias diariamente