Choro de diretora da Tailândia na Copa feminina "é uma descarga de tensão"

Reprodução
Nualphan Lamsam, diretora da seleção da Tailândia, chorou com gol da sua equipe e comoveu a todos

O choro de Nualphan Lamsam, diretora da seleção da Tailândia, comoveu a todos e

já é uma das imagens mais emocionantes da Copa do Mundo feminina, que está sendo realizada na França.

Leia também:

Lamsam não conteve as lágrimas quando a Tailândia marcou o gol de honra na derrota por 5 a 1 contra a Suécia, o primeiro da equipe na competição.

Para a especialista e coach Amanda Ciaramicoli, da Performa Coaches, a cena emblemática demonstra um acúmulo de tensão e emoção que as partidas carregam para as equipes.

"O choro é a demonstração máxima de emoção. É, de certa forma, o alívio para o que sentimos. Mas o curioso é o choro de alegria não por felicidade, mas sim pela recuperação de algum trauma ou infelicidade que teve de passar para atingir esse momento de satisfação. O que aconteceu com a diretora é que havia muita emoção acumulado, por causa da sequência de derrotas. Ela sabia o quanto esse gol era importante para o elenco, emocionalmente dizendo", comentou.

"Chorar é também um mecanismo para aliviar as suas tensões. A concentração do corpo na tarefa de colocar as emoções para fora é efetivo, e o pós choro traz sensação de descarga devido à liberação de hormônios de bem-estar", completou Amanda.

Em dois jogos no Mundial feminino, a Tailândia ainda não pontuou e sofreu 18 gols. O próximo compromisso do time será contra o Chile, na quinta-feira (20), às 16h, em Rennes.


Compartilhe este artigo

Entre para postar comentários

Contato

Telefone: 55 3522-8882

E-mail: atendimento@oguiadacidade.com.br

 

Últimas Mensagens

Newsletter

Receba nossas notícias diariamente