Justiça decide que acusados de integrar milícia em Alagoas vão a júri popular


Acusação é de que réus assassinavam rivais a mando de um Policial Militar. Data para júri popular dos acusados de integrar milícia em Maceió ainda vai ser definida Jonathan
Lins/G1 Dois homens acusados de integrar uma milícia em Alagoas devem ir a júri popular. A decisão é da 7ª Vara Criminal de Maceió e foi divulgada nesta quinta-feira (11). A data do julgamento ainda não foi definida. Segundo a acusação, os réus estão envolvidos em um assassinato cometido em 2015, em Ipioca, bairro da capital alagoana. A vítima foi morta a tiros e a ordem para executá-la teria partido de um Policial Militar, apontado como chefe da milícia. O grupo de milicianos atuava eliminando rivais e protegendo estabelecimentos comerciais da região. Os acusados vão responder por homicídio duplamente qualificado (motivo torpe e mediante recurso que impossibilitou a defesa da vítima). “Cabe ao Conselho de Sentença, verdadeiro julgador da causa, deliberar sobre as acusações”, afirmou o juiz Sóstenes Alex Costa de Andrade, titular da 7ª Vara Criminal, na sentença de pronúncia proferida na quarta (10). Veja mais notícias da região no G1 Alagoas

Compartilhe este artigo

Entre para postar comentários

Contato

Telefone: 55 3522-8882

E-mail: atendimento@oguiadacidade.com.br

 

Últimas Mensagens

Newsletter

Receba nossas notícias diariamente