"Terror psicológico ainda me tira o sono", diz Jony Torres após sequestro

Jornalista foi sequestrado nesta terça, 19, e preso dentro do carro em chamas

Após ser sequestrado, trancado dentro do carro em chamas e conseguir escapar, nesta terça-feira, 18, o jornalista Jony

Torres, da Rede Bahia, publicou em suas redes sociais agradecendo a todos que o apoiaram.

>> Assaltantes põem fogo em carro com jornalista da TV Bahia na mala

"Meus amigos, meus colegas de trabalho de todas as midias e veículos, as pessoas que ontem me abraçaram nas ruas, que estao trazendo força e palavras de força e solidariedade, eu quero dizer muito obrigado!", disse o jornalista na publicação.

Meus amigos, meus colegas de trabalho de todas as midias e veículos, as pessoas que ontem me abraçaram nas ruas, que estao trazendo força e palavras de força e solidariedade, eu quero dizer muito OBRIGADO! Este talvez seja o momento mais difícil da minha vida pra mim e minha família, estamos todos muito angustiados, com medo, mas confiantes que este pesadelo vai acabar e o mais rápido possivel iremos retomar nossa rotina de vida. Eu estou bem, fisicamente eu só levei uns poucos "tapas na cara", sai sem praticamente nenhum arranhão do assalto, mas o terror psicológico aplicado pelos assaltantes ainda me tira o sono. Por isso escolhi postar esta foto que tirei enquanto trabalhava cobrindo o desfile dos Filhos de Gandhy que sempre levam uma mensagem de paz. E é isso que nós todos precisamos hoje e sempre. Paz!! Quero aproveitar pra agradecer a Policia Militar e a Policia Civil de Acajutiba e Esplanada que me deram todo suporte e apoio. Mais uma vez, agradeço a todos, nestes momentos o carinho e amor de quem nos quer bem é realmente o que nos acalenta o espírito.

Uma publicação compartilhada por Jony Torres (@jonytorres5) em

Jony também informou que a situação o deixou assustado e que está tentando retornar a rotina o mais rápido possível.

"Eu estou bem, fisicamente eu só levei uns poucos 'tapas na cara', sai sem praticamente nenhum arranhão do assalto, mas o terror psicológico aplicado pelos assaltantes ainda me tira o sono".

comentários

Compartilhe este artigo

Entre para postar comentários

Contato

Telefone: 55 3522-8882

E-mail: atendimento@oguiadacidade.com.br

 

Últimas Mensagens

Newsletter

Receba nossas notícias diariamente