Curiosidades pelo ar. Fique por dentro das regras na hora de embarcar

(foto: Pexels/Reprodução)

Viajar de avião tem se tornado cada vez mais comum entre os brasileiros. Somente em 2018, mais de 103 milhões de passageiros usaram

o transporte aérero no mercado nacional e internacional, segundo dados do relatório Demanda e Oferta do Transporte Aéreo da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). O número é 4,1% maior que o registrado em 2017. Os viajantes, embora frequentes e, principalmente, os esporádicos — e ainda aqueles de primeira viagem — desconhecem fatos interessantes sobre os voos que muitas vezes provocam medo ou irritação.

Porém, cada regra pode ser explicada e algumas determinações têm sido modificadas à medida que as novas tecnologias permitem mais conforto aos passageiros. Um das reclamações mais frequentes é quanto ao uso do aparelho celular. Comissários de bordo solicitam que sejam desligados nos momentos de decolagem e aterrissagem. O Turismo esclarece algumas dúvidas e mostra alguns aspectos interessantes das viagens de avião.

Um avião pode ser conduzido apenas com o piloto automático?

A principal função do piloto automático é auxiliar na condução da aeronave ao longo do trajeto, mas é exigido que essa operação seja feita com monitoramento regular do piloto. Com o avanço da tecnologia, é possível que toda a viagem seja conduzida pelo sistema, porém, o pouso de um avião comercial é tarefa exclusiva do piloto profissional.


Por que devemos levantar o encosto dos assentos para decolar ou aterrissar?
Trata-se de uma medida preventiva. Em caso de emergência, se for necessário evacuar a aeronave, os encostos estarão na posição vertical, as passagens ficam liberadas para o esvaziamento rápido da cabine, facilitando a passagem dos passageiros.

Por que o celular deve ser desligado nos momentos de pouso ou decolagem?
São os dois momentos mais importantes do voo, quando o piloto estabelece conexão com a torre de controle e conversa com o controlador via rádio. Para evitar interferência nos sinais de comunicação, os comissários (e o piloto) fazem essa recomendação. No entanto, as aeronaves mais modernas já permitem o uso do aparelho.

O que ocorre no momento de uma turbulência?
Embora a sensação seja de grande desconforto, com maior gravidade quando o passageiro sente medo de voar, as oscilações do avião não ultrapassam algumas dezenas de centímetros. Na cabine, os passageiros podem ter a impressão de que a aeronave está desabando e que tudo se move, mas geralmente elas são ultrapassadas em poucos segundos.

Onde é jogado o lixo sanitário?
Nada é jogado para fora da aeronave. Todo o resíduo é conduzido para um local de armazenamento, uma espécie de tanque, por meio de um equipamento especial.

É possível abrir as portas das saídas de emergência durante o voo?
Não é póssível. Há alarmes especiais que bloqueiam a abertura no momento do voo. As portas são programadas para serem utilizadas a partir de uma sequência de ações que são realizadas em momentos de extrema necessidade. Por isso, nos lugares próximos às saídas, não podem sentar crianças ou idosos que não consigam manusear as alavancas.

Compartilhe este artigo

Contato

Telefone: 55 3522-8882

E-mail: atendimento@oguiadacidade.com.br

 

Últimas Mensagens

Newsletter

Receba nossas notícias diariamente