-->

Agentes penitenciários fazem ato em Cruzeiro do Sul e pedem melhorias ao governo do Acre

04 Setembro 2019

Direção do Iapen disse que todas as demandas dos agentes penitenciários são de ordem financeira e que o governo já autorizou a inclusão das funções e progressões na folha
de pagamento. Agentes penitenciários fazem ato em Cruzeiro do Sul e pedem melhorias ao governo do AcreGutierrez Carlos/arquivo pessoal Um grupo de agentes penitenciários se reuniu em frente à Unidade Penitenciária do Juruá, em Cruzeiro do Sul, no interior Acre, em um ato na manhã desta quarta-feira (4). A categoria pede realização de concurso público, pagamento de promoções e do 14º salário e reajuste salarial. O ato começou por volta das 9h30 e durou cerca de meia hora. Os manifestantes levantaram uma faixa com as reivindicações da categoria. "Fizemos uma pequena manifestação, uma espécie de advertência para mostrar para eles [governo] a nossa insatisfação com relação a algumas questões como o retroativo de promoções, por exemplo, porque tem gente com a promoção atrasada há mais de dois anos", disse José Bezerra de Souza, um dos organizadores do movimento. O diretor do Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen), Lucas Gomes, disse que todas as demandas dos agentes penitenciários são de ordem financeira e que o governo já autorizou a inclusão das funções e progressões na folha de pagamento. "São pautas que estão em atraso desde à gestão anterior. O que governo já fez esse ano foi incluir todas as funções, progressões na folha. Ainda existe um passivo que está atrasado, mas a Secretaria de Gestão já emitiu uma ordem para que a partir do momento em que a pessoa for promovida, ou tiver alguma titulação, já entre na folha", afirmou Gomes. Banco de horas O agente penitenciário José Bezerra disse que os agentes têm o banco de horas, só que não é possível tirar por causa do baixo efetivo de agentes, por isso a necessidade de um concurso público que, segundo relatou, não acontece há mais de 10 anos. "O diretor da unidade penitenciária disse que essas reivindicações vão ser repassadas para o diretor [do Iapen] que vai levar a demanda ao governador. Esperamos que seja uma resposta positiva", concluiu o agente. Gomes acrescentou que aos poucos as pautas financeiras estão sendo sanadas e disse que a mobilização dos agentes é legítima, mas que as reivindicações serem resolvidas imediatamente.
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree