-->

Corpo de Bombeiros atende mais de 100 ocorrências durante temporal em Rio Branco

05 Setembro 2019

Seis bairros foram mais afetados. Os casos mais graves foram registrados na Estação Experimental, Estação e Conquista. Árvores caídas causam transtornos na capitalAline Nascimento/G1 Casas destelhadas, árvores caídas, carros
atingidos, desmoronamentos e crianças feridas. Estas foram as principais ocorrências registradas na tarde de quarta-feira (4), em Rio Branco, durante um temporal que atingiu a cidade. O corpo de Bombeiros atendeu 118 chamados neste período. Deste número, 63 ocorrências foram atendidas nos locais do ocorrido. As demais foram feitas vistorias e orientações. Vários bairros foram afetados, sendo que em seis deles, Estação, Estação Experimental, Conquista, São Francisco, Eldorado e Montanhês, foram registradas as maiores estragos. Um forte temporal atingiu vários bairros da capital acreana, na tarde de quarta, com ventos fortes. A chuva destelhou prédios públicos, casas e causou muita destruição em comércios e até instituições de ensino, com ventos que chegaram a até 80 km/h. Duas crianças foram atingidas por telhas, no bairro Isaura Parente, e levadas pela viatura ao Pronto-Socorro de Rio Branco. "O temporal ocorreu por volta das 15h10, e, a partir do início, já começamos a ser acionados e nós ficamos durante a tarde, noite e continuamos hoje [quinta-feira, 5] em atendimento", explicou o major dos bombeiros, Cláudio Falcão. As maiores ocorrências foram queda de árvores que atingiram casas, muros, vias públicas, veículos e a rede elétrica em vários bairros da capital, segundo informou o major. O G1 foi informado pela Energisa que ocorreram muitos chamados por causa da queda de energia, que também afetou vários bairros, e que a empresa está fechando o balanço para poder divulgar os dados. Atendimentos Vendaval também atingiu rede elétrica Aline Nascimento/G1 Para atender as ocorrências, os bombeiros precisaram chamar equipes extras, que estavam de sobreaviso. "Na nossa prontidão, nós estávamos com seis equipes e a gente acionou mais três equipes de sobreaviso para poder dar conta de atender a todos. O grande problema é que tudo acontece de forma muito rápida", disse Falcão. Ainda segundo o major, para atender as ocorrências, os bombeiros fazem o atendimento emergencial e seguem para outra ocorrência e deixam a segunda etapa, a não emergencial, para o outro dia, que é o trabalho feito nesta quinta. Transição Forte temporal atinge a capital acreana e deixa rastro de destruição O coronel George Santos, da Defesa Civil Municipal, disse que os temporais se tornam mais frequentes durante o mês de setembro. "Já começa a transição do nosso período de seca para o período chuvoso e, geralmente, as tempestades e vendavais ocorrem na segunda quinzena, mas acabou acontecendo agora por causa de um sistema convectivo muito forte que se desenvolveu na nossa região ontem", disse. O major dos bombeiros reforça que este é um mês que pode ter outras situações semelhantes à que ocorreu na tarde quarta. "No mês de setembro é recorrente esse tipo de fenômeno natural que pode haver outros ainda neste mês. Esse foi o primeiro, mas poderemos ter outros e as pessoas precisam estar prevenidas para não se machucarem e passar por esse transtorno da melhor forma possível", conclui.
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree