-->

Advogada é internada em hospital de Rio Branco com meningite bacteriana

09 Setembro 2019

Paciente deu entrada no Pronto Socorro, neste domingo (8), com dor de cabeça, febre e desorientação. Advogada está internada no isolamento da emergência clínica do PS. Paciente deu
entrada no Pronto Socorro de Rio Branco, neste domingo (8), com meningite bacteriana Reprodução Rede Amazônica Acre Uma advogada foi diagnosticada com meningite bacteriana, após dar entrada no Pronto Socorro de Rio Branco, neste domingo (8), com dor de cabeça, febre e apresentando desorientação. A informação foi confirmada pela coordenadora da Área Técnica das Meningites do estado, Helena Catão. Conforme Helena, a paciente foi submetida ao exame que confirmou a meningite bacteriana e aguarda o resultado da análise que vai determinar qual é o tipo de bactéria. A advogada está internada no isolamento da emergência clínica do PS. “Quando o médico fez avaliação clínica, verificou também rigidez de nuca. Foi justamente isso que fez ele suspeitar da meningite. Ela fez os exames no domingo [8] mesmo e o resultado do que vai determinar o tipo de bactéria deve sair de quatro a cinco dias, até lá, ela segue internada”, informou a coordenadora. Familiares mais próximos da advogada receberam medicação ainda no domingo e outras pessoas que tiveram contato com ela devem ser orientadas a também serem medicadas. Casos confirmados De janeiro até esta segunda-feira (9), foram notificados 48 casos suspeitos de meningite em todo o estado, segundo dados da Coordenação da Área Técnica das Meningites do Acre. Desses casos, 13 foram confirmados para meningite bacteriana. Dos casos confirmados, três foram na capital acreana, Rio Branco, outros três em Senador Guiomard, dois em Tarauacá, dois em Feijó, dois em Epitaciolândia e um no Bujari. O número é 38% menor do que o registrado no mesmo período, quando foram confirmados 21 casos de meningite bacteriana em todo o estado. “Esse número está dentro da normalidade. Se a gente for comparar com o ano passado, por exemplo, o número é menor. Os casos de meningite acontecem durante todo o ano e são isolados acontecendo nos municípios. O que a gente trabalha diante de cada caso são medidas de prevenção e controle para evitar que casos relacionados a esse que está sendo investigado não aconteçam, ou seja, que não tenha transmissão direta”, afirmou Helena.
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree