-->

Grevistas invadem secretaria e deputado bate boca com subsecretário da Saúde do AC; veja vídeo

10 Setembro 2019

Confusão ocorreu durante ato de grevistas dentro do prédio da Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre), em Rio Branco, nesta terça-feira (10). Polícia foi chamada. No AC, deputado
e subsecretário da discutem durante greve da Saúde e polícia separa brigaUma confusão entre o deputado estadual Jenilson Leite e o subsecretário da Saúde, Jorge Rezende, precisou ser separada por policiais militares. O impasse ocorreu na manhã desta terça-feira (10), dentro do prédio da Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre), em Rio Branco, durante a manifestação de servidores, que deflagraram greve nesta terça. A confusão começou quando o deputado tentava intermediar uma conversa entre os grevistas, que invadiram o saguão da secretaria, e o subsecretário. Araújo afirmou que quando foi falar com o gestor ele teria dito que não iria receber “vagabundos”. Irritados, os trabalhadores saíram do saguão da secretaria e chegaram a subir as escadas cantando o Hino Nacional como forma de protesto. Trabalhadores tentaram subir para falar com a secretária e foram impedidos Alcinete Gadelha/G1 O deputado disse que o subsecretário o agrediu verbalmente e que governo já havia tentado conversar com a categoria, mas não havia conseguido fechar um acordo. “Pedi para ele [subsecretário] baixar a mão, os grevistas seguraram ele e me puxaram para o outro lado. É uma falta de respeito o que ele fez, ele estava querendo amedrontar as pessoas, fomos impedidos de entrar, como uma pessoa desse tipo está nesse cargo?”, questionou. O G1 tentou contato com o subsecretário, mas não conseguiu até a publicação desta reportagem. A assessoria de comunicação do governo informou que o gestor teria ido para a delegacia fazer um Boletim de Ocorrência, pois também alega que foi agredido. Após a confusão, os servidores seguiram para a Assembleia Legislativa do estado do Acre (Aleac). Servidores ficaram dentro do saguão da Sesacre Alcinete Gadelha/G1 Greve também no interior O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Acre (Sinteac), Adailton Cruz, confirmou a greve em pelo menos outros sete município do estado: Brasileia, Cruzeiro do Sul e Tarauacá, Xapuri, Assis Brasil, Mâncio Lima e Rodrigues Alves. Em alguns dos hospitais apenas os serviços de urgência e emergência estão funcionando. Cruz afirmou que a greve vai continuar e que se estende em todas as unidades hospitalares do interior. “As unidades estão hoje com 40%, 50% do contingente. De Assis Brasil a Cruzeiro do Sul e aqui em Rio Branco a concentração hoje foi em frente do prédio da Sesacre, mas amanhã, ainda vamos deliberar onde vai ser, porque a greve continua”. O representante dos servidores da Saúde em Cruzeiro do Sul, Vinícius Albuquerque, disse que apenas 40% dos serviços estão funcionando no município. “Estamos em greve na Maternidade, Hospital da Mulher e da Criança, Samu e Hemonúcleo. Apenas os serviços de urgência e emergência estão funcionando. Os demais serviços estão parados até que o governo cumpra com o que foi prometido na negociação e se sensibilize com a situação da categoria”, disse. Servidores do Hospital do Juruá, em Cruzeiro do Sul, também aderiram à greve Adriano Francelino/Arquivo Pessoal
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree