-->

Após raio cair e matar homem no AC, Corpo de Bombeiros orienta como se proteger e evitar acidentes

21 Setembro 2019

Major dos Bombeiros Cláudio Falcão afirma que Brasil é campeão em quedas de raios e Acre aparece como o terceiro do país com o maior índice, sendo 15,8 raios
por quilômetro quadrado. Major dos Bombeiros explica como se proteger dos raios e evitar acidentes Reprodução/Rede Amazônica Acre Após uma pessoa morrer e outras duas ficarem feridas ao serem atingidas por um raio, nesta sexta-feira (20), na zona rural de Rio Branco, o Corpo de Bombeiros alerta sobre os cuidados a serem tomados em dias com possibilidades de quedas de raios para evitar acidentes. O major dos Bombeiros Cláudio Falcão explica que segundo um levantamento do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o Brasil é o país que mais recebe descargas elétricas no mundo. Já o Acre, segundo ele, aparece como o terceiro estado do Brasil com maior índice de queda de raios, com 15,8 raios por quilômetro quadrado. Os bombeiros recomendam que as pessoas se abriguem e não fiquem em campo aberto. No caso dos banhistas, durante tempestades, é preciso que saiam da água. “Quem estiver na rua, é bom procurar entrar em casa ou em prédios. Se estiver dentro do carro, ficar sem tocar nas partes metálicas do veículo. Se tiver na zona rural, nunca ficar embaixo de árvores. Se estiver andando a cavalo, desça do animal e procure se abrigar. Se não tiver para onde ir, deite no chão”, explicou o major. Raio atingiu três trabalhadores rurais que estavam embaixo de árvore em fazenda no AC; um morreu Jefson Dourado/Rede Amazônica Acre Falcão ressaltou ainda que estar dentro de casa não significa que a pessoa está totalmente segura. Isso porque, segundo ele, muitos insistem em continuar usando aparelhos eletroeletrônicos durante as tempestades. “Se estiver assistindo televisão, desligue o aparelho, tire da tomada. Além disso, se o chuveiro for elétrico, nunca tomar banho durante a tempestade e também não se deve ficar perto de tomadas e torneiras metálicas. É importante não usar o telefone com fio de forma alguma e também ficar distante das janelas e portas até a tempestade passar”, orientou. As pessoas que estão navegando em rios, devem encostar a embarcação e procurar outro abrigo. “O raio tem uma potência elétrica enorme e, por isso, não podemos negligenciar a segurança no momento de tempestade. As tempestades não duram muito tempo, geralmente de 30 a 40 minutos, então, é melhor as pessoas se cercarem de segurança para evitar acidentes”, concluiu Falcão.
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree