-->

Marcha para Jesus espera público de 30 mil pessoas nesta sexta (27) em Cruzeiro do Sul, no AC

27 Setembro 2019

Concentração será às 17h desta sexta-feira (27) na Ponte da União, no Segundo Distrito de Cruzeiro do Sul. Evento termina com show do pastor Lucas e Banda. Público
esperado na Marcha para Jesus é de 30 mil pessoas Mazinho Rogério Pelo menos 30 mil pessoas são aguardadas na Marcha para Jesus 2019, em Cruzeiro do Sul, nesta sexta-feira (27), de acordo com a coordenação do evento. A concentração tem início às 17h, na Ponte da União, no Segundo Distrito da Cidade. O evento encerra às 20h com o show do pastor Lucas e Banda em frente ao local onde era o primeiro portal da Avenida Mâncio Lima, que foi derrubado a mando do prefeito da cidade às vésperas da festa religiosa. O tema deste ano é o “Todos Pela Vida e Pela Paz”. O presidente da Associação dos Ministros Evangélicos do Acre em Cruzeiro do Sul, pastor Carlos Mariano, afirmou que a Marcha é um evento interdenominacional e que ocorre em muitos países e em quase todos os estados do Brasil. Segundo ele, além dos moradores de Cruzeiro do Sul, são esperadas caravanas de Rio Branco e pessoas da zona rural do Vale do Juruá. “Vamos ter o trio elétrico com pastores e bandas cantando louvores, celebrando e o povo marchando e orando. Por isso, convido toda a população evangélica e também quem não profeta nenhuma fé de Cruzeiro do Sul e de todo o Vale do Juruá a participar desse mega evento. É o momento da igreja se unir e orar pela cidade e pelas famílias, profetizando paz, que é o que mais precisamos”, disse o pastor. Polêmica do portal derrubado Às vésperas da Marcha para Jesus, o prefeito Ilderlei Cordeiro, de Cruzeiro do Sul, mandou derrubar um dos portais da Avenida Mâncio Lima, uma das principais ruas da segunda maior cidade do Acre, e que faz parte do percurso da festa religiosa. A decisão causou polêmica e revoltou os moradores e o prefeito recebeu inúmeras críticas nas redes sociais. Ao G1, o secretário de Comunicação do município, Paulo Sá, afirmou que a medida nada tem a ver com a realização da Marcha para Jesus, que ocorre nesta sexta (27), na Avenida Mâncio Lima, mesmo local onde houve a demolição. Sá disse que a estrutura, mesmo após passar por uma revitalização, há cerca de dois meses, apresentava problemas estruturais e por isso foi demolida.
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree