-->

No AC, menino com doença cardíaca espera por cirurgia e mãe teme pela vida: 'está ficando pior'

05 Outubro 2019

Ruan Lima está internado há mais de um mês no Hospital do Juruá, em Cruzeiro do Sul. Saúde diz que caso do menino é complexo e que aguarda liberação
de vaga em hospitais fora do estado. Menino com doença cardíaca espera por cirurgia e mãe reclama da demora no tratamento no interior do Acre Arquivo pessoal A professora Izamar Lima, de 44 anos, reclama da demora em conseguir uma vaga no Tratamento Fora de Domicílio (TFD) para o filho Ruan Lima de Sousa, de 9 anos, diagnosticado com cardiopatia congênita. Segundo a mãe, o menino precisa ser operado com urgência. A criança está internada há mais de um mês no Hospital do Juruá, em Cruzeiro do Sul. O problema é que o procedimento cirúrgico que o menino precisa fazer não é feito no estado e, por isso, ele precisa ser transferido para outro hospital do país. Ao G1, o coordenador de Saúde no Vale do Juruá, Roberto Holanda, confirmou que o menino aguarda transferência para fazer a cirurgia e disse que o caso de Ruan é complexo e que aguarda liberação de vaga em hospitais fora do estado. “Na verdade, o paciente Ruan se encontra regulado pela Central Nacional de Regulação. A dificuldade é que o procedimento dele é complexo e os hospitais precisam aceitar ele para fazer a cirurgia. Tive a informação de que um hospital em Goiânia aceitou o paciente e está aguardando só a liberação de um leito. É uma coisa que foge da nossa governança, porque precisa ter o aceite e o leito disponível nos hospitais”, afirma Holanda. 'Tenho medo', diz mãe Conforme a mãe, a criança foi diagnosticada com a doença desde que tinha dois anos e, desde então, sofre com crises constantes. A família mora na cidade de Marechal Thaumaturgo e sempre que Ruan tem crises, a mãe o leva para Cruzeiro do Sul ou para a capital, Rio Branco. Izamar afirma que desde o ano passado o menino aguarda pela cirurgia e não há previsão. Segundo ela, a criança já chegou a ficar três meses internada em Rio Branco esperando pela transferência. Angustiada, a mãe relatou que o estado de saúde do filho é grave. “Ele precisa urgente fazer essa cirurgia, está aqui fraco em cima desse leito, amarelo e ninguém dá nenhuma explicação. Estou desesperada com ele aqui no hospital desde 21 de agosto. Cada vez ele está ficando pior, não aguenta andar, fica cansado, os pés, mãos e boca ficam todo tempo roxos. Não sei mais o que fazer. Tenho medo, porque os médicos disse que a qualquer momento ele pode não viver mais”, conta a mãe.
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree