-->

Jovem que chegou ao Acre para acompanhar pré-natal da mulher é morto e família crê em engano

10 Mai 2019

Vítima tinha chegado ao Acre na segunda-feira (6). Ele veio visitar a família para que a mulher grávida pudesse fazer o pré-natal. Família acredita que Souza tenha sido morto
por enganoArquivo pessoal O jovem Felipe Paulino de Souza, de 21 anos, morreu, após três pessoas invadirem a casa onde ele estava e efetuarem vários disparos. O crime aconteceu por volta das 12h, de quinta-feira (9), no km 16, do ramal Porto Luz, em Acrelândia, no interior do Acre. De acordo com um familiar da vítima, que não quis se identificar, a suspeita é que Souza foi morto por engano. O jovem morava no Pará há alguns meses e tinha retornado ao Acre na última segunda-feira (6). Por esse motivo, a família acredita no engano. Souza veio ao Acre para visitar a mãe e para que a esposa grávida pudesse fazer o pré-natal. Ele foi morto na frente do filho de três anos e da esposa, dentro de casa. O familiar disse ao G1 que o jovem, além de estar morando fora do estado, também era uma pessoa tranquila e que não fazia mal a ninguém. Quando as três pessoas entraram na casa, chamaram pelo nome de outra pessoa, e já efetuaram os disparos.
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree