-->

Ifac oferta 400 vagas em cursos técnicos subsequentes e integrado em diversas áreas

15 Mai 2019

Vagas são para o campus Rio Branco, Cruzeiro do Sul, Tarauacá e Xapuri. Inscrições seguem até o dia 12 de junho pelo portal do Ifac. Ifac abriu 400 vagas
para diversas áreas nos cursos técnicos subsequentes e integrado Sâmia Roberta/Arquivo Pessoal O Instituto Federal do Acre (Ifac) abriu um edital com 400 vagas em cursos subsequentes e integrado. As inscrições seguem até o dia 12 de junho e há vagas para o campus em Rio Branco, Tarauacá, Cruzeiro do Sul e Xapuri, interior do estado. São 360 vagas para cursos subsequentes para os municípios de Rio Branco, Cruzeiro do Sul e Tarauacá, e outras 40 vagas para curso integrado no campus Xapuri, na modalidade Educação de Jovens e Adultos (EJA). Em entrevista ao bate-papo do G1, a diretora de Políticas de Educação Profissional do Ifac, Paola Alvarez, explicou que as inscrições podem ser feitas pelo portal do Ifac. O candidato precisa fazer o cadastro dos dados pessoais para concorrer a uma vaga. “Cursos subsequentes são destinados para pessoas que já concluíram o ensino médio e desejam fazer um curso técnico. E tem também o integrado só que na modalidade EJA, ou seja, para pessoas que já passaram dos 18 anos, que é a idade convencional, e desejam fazer o ensino médio integrado a educação profissional. O diploma é único, ao passo que eleva a escolaridade também faz o curso técnico integrado”, reforçou. Bate-papo do G1: Ifac oferta 400 vagas em cursos técnicos subsequentes e integrado Ainda segundo a diretora, nos cursos subsequentes existem vagas para administração, agroecologia, recursos humanos, recursos pesqueiros, segurança do trabalho e serviços jurídicos. No curso integrado a edição disponibiliza vagas na área de alimentos. “Os estudantes que obtiveram maiores notas em língua portuguesa e matemática no lançamento do histórico ingressam e têm mais chances de entrar no Instituto Federal. Pedimos que os alunos não deixem para última hora para se inscreverem. Pode ocorrer algum problema na internet e isso pode acabar comprometendo”, frisou. Paola ressaltou que os cursos técnicos do Ifac são gratuitos. Segundo ela, a procura pelos cursos é bem grande e pede que os candidatos se antecipem nas inscrições. “Estamos com uma média de dez candidatos por curso, em alguns chega a 15 e até 20, como é o caso do técnico em segurança do trabalho. Há uma legislação que obriga as instituições a ter um técnico em segurança, é obrigatório, e isso chama a atenção das pessoas”, confirmou.
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree