-->

Homem que matou namorada a pauladas no AC e acionou polícia é condenado a mais de 24 anos

21 Mai 2019

Carla Ferreira foi morta em julho de 2017 no bairro CSU, em Sena Madureira. Júri popular ocorreu nesta segunda-feira (20) e durou mais de seis horas. Mulher foi morta
no dia 25 de julho de 2017 em bairro de Sena MadureiraArquivo pessoal Antônio Zenildo da Costa foi condenado a 24 anos e nove meses de prisão, em regime inicial fechado, pela morte da namorada Carla Ferreira da Silva, de 18 anos, no dia 25 de julho de 2017. A mulher foi morta a pauladas no bairro Centro Social Urbano (CSU), na cidade de Sena Madureira, interior do Acre. O G1 tentou entrar em contato com o advogado de Silva, mas até a publicação desta reportagem não obteve sucesso. Na época, a polícia disse que foi acionada pelo próprio acusado, que ligou avisando que a jovem estava morta. Silva foi preso em flagrante e, durante o depoimento na delegacia, disse que tinha consumido bebidas alcoólicas antes do crime, mas afirmou que não lembrava de ter matado a namorada. Conforme a polícia, testemunhas chegaram a informar que a vítima suspeitava estar grávida. Porém, exames cadavéricos realizados no Instituto Médico Legal (IML) na capital, Rio Branco, confirmaram que ela não estava grávida. O júri popular ocorreu na Comarca do Fórum Desembargador Vieira Ferreira, em Sena Madureira, e durou mais de seis horas, de acordo com o Tribunal de Justiça do Acre (TJ-AC). Silva foi condenado por homicídio qualificado em situação de violência doméstica.
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree