-->

No AC, ação mobiliza mães para doarem leite materno para banco de hospital

23 Mai 2019

Ação ocorreu na Urap Augusto Hidalgo de Lima, no bairro Aeroporto Velho, na capital acreana. Doação de leite materno ajuda crianças nascidas prematuras ou com baixo peso. Campanha
nacional é realizada para incentivar a doação leite humano O leite materno é o principal fator na redução da mortalidade e, pensando nisso, a Unidade de Referência em Atenção Primária (Urap) Augusto Hidalgo de Lima, no bairro Aeroporto Velho, fez uma ação para mobilizar e incentivar as mães a doarem leite. Pequenos atos mudam tudo e, quando o assunto é doação de leite materno, o pouco vale tudo. Na verdade, vale tudo para os bebês que nascem prematuros ou com baixo peso. A pequena Sofia é um exemplo dos que precisam da ajuda do banco de leite. A bebê nasceu prematura e foi direto para UTI. O banco de leite foi um aliado importante na luta pela sobrevivência. Quem um dia foi ajudado, também ajuda. Hoje, a mãe da Sofia é doadora e ajuda outros recém-nascidos nesta batalha. Leite materno é o principal fator para redução da mortalidade infantil Reprodução “Não tinha muito leite para ela e, como tinham outras doadoras, doaram e hoje eu faço o mesmo”, contou Vitória Clifia. Toda mulher que amamenta pode doar leite, basta ir a uma unidade de coleta. A doação pode ser feita no local ou a doadora pode levar um recipiente para casa e depois entrega no local “A quantidade de bebê prematuro que nascem hoje no estado é alta, mas a vantagem do leite materno é que ajuda a salvar a vida desses bebês prematuros”, explicou o coordenador do Banco de Leite, Hélio Pinho. Doação A coordenadora da área técnica do Banco de Leite, Maria Tereza, falou que a cada 300 ml de leite tirados, aproximadamente dez crianças podem ser salvas. “O profissional orienta como é tirado esse leite, os fracos são todos esterilizados. Damos todo apoio para a mãe”, comentou. Bebês prematuros ou com baixo peso precisam da ajuda do banco de leite para sobreviver Reprodução A Maria Conceição é a maior doadora da Urap e doa, por semana, 600 ml de leite materno. Só o leite dela pode ajudar 20 bebês. Para ela isso é gratificantes e faz questão de incentivar outras mulheres. “É muito importante para cada criança e é gratificante você ajudar uma criança que está na maternidade e nasceu prematura. Então, pra mim é muito gratificante doar leite, não tem nenhum problema e desde que comecei a doar me sinto mais incentivada”, afirmou.
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree