-->

Menino de 7 anos prende dedo em carrinho de lanche e precisa ser socorrido pelos bombeiros no AC

27 Mai 2019

Criança colocou o dedo em um dos buracos do carrinho de venda da mãe e acabou não conseguindo tirar. Caso ocorreu na tarde deste domingo (26). Menino de
7 anos ficou com dedo preso em carrinho de lanche, em Rio BrancoDivulgação/Corpo de Bombeiros Um menino de 7 anos ficou quase uma hora com o dedo preso no carrinho de lanche da mãe e precisou ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros. O caso ocorreu na tarde deste domingo (27), no bairro da Paz, em Rio Branco. De acordo com os bombeiros, a guarnição foi acionada depois que o menino já estava há quase 20 minutos com o dedo preso na estrutura metálica. De acordo com o major Cláudio Falcão, o trabalho da equipe durou mais de meia hora e exigiu muita técnica e também paciência para não machucar a criança. “Tivemos que fazer um trabalho manual mesmo. Utilizamos serra, um aparelho usado para cortar anel e espátula, que é usada normalmente para tirar grampos de papel. Não tinha como cortar a parte metálica com outro equipamento, porque poderia machucar o garoto. Primeiro cortamos a placa maior do carrinho para tirar ele de lá e começamos a fazer os cortes menores, até tirar o dedo do menino”, disse o major. Menino de seis anos ficou preso nas ferragens Divulgação CBM/AC Menino preso em ferragem de bicicleta Na sexta-feira (24), um outro caso envolvendo criança precisou do trabalho do Corpo de Bombeiros. Um menino de seis anos ficou preso nas ferragens de uma bicicleta enquanto brincava na rua, no Centro da cidade de Feijó, interior do Acre. O acidente aconteceu por volta das 18h, quando a criança caiu e ficou com a perna presa entre o pedal e quadro da bicicleta e prendeu de uma forma que não deu para mexer, nem tirar. Os bombeiros precisaram serrar a ferragem. Conforme o major Falcão, a criança teve escoriações e hematomas na perna devido à pressão dos ferros e acabou machucando, mas não chegou a fraturar nada.
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree