-->

No AC, polícia apreende quase 140 animais silvestres e uma tonelada de carne durante operações em 2019

28 Mai 2019

Para coibir esse tipo de crime, o Batalhão de Policiamento Ambiental faz um treinamento para melhorar a atuação no combate aos crimes contra o meio ambiente no Vale
do Juruá. Mais de 80 jabutis foram capturados em operação no interior do AC em uma única operação Divulgação/Imac Mais de 20 policiais do Pelotão Ambiental da Polícia Militar de Cruzeiro do Sul participam de uma capacitação para melhorar a atuação no combate aos crimes contra o meio ambiente no Vale do Juruá. O treinamento se deve ao grande número de ocorrências registradas nos primeiros meses de 2019 nos municípios do interior do Acre. Só nos primeiros quatro meses deste ano, a PM e outros órgãos de fiscalização, como o Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac), já apreenderam mais de 130 jabutis e uma anta. Além disso, foram apreendidas mais de 1 tonelada de carne de animais silvestres e cinco pessoas foram presas suspeitas de crimes dessa natureza. Para combater esse tipo de crime, como também o desmatamento, as queimadas, a exploração irregular de madeiras e outros, a equipe do Policiamento Florestal realiza operações de rotina nas rodovias e comunidades rurais e quer melhorar essa atuação. “Temos unidades de conservação e a maioria nessa região do Juruá que ainda é a mais preservada. Fiscalizar tudo isso é complicado, mas o treinamento vai servir para isso, para atuar no combate aos crimes contra a flora, fauna, mineração e toda parte ligada a operação técnica do policial militar nessa área ambiental”, explicou o major Kleisson Albuquerque. Policiais passam por treinamento para reforçar ações de segurança contra crimes ambientais Divulgação/PM O comandante-geral da PM do Acre, coronel Ezequiel Bino, acompanhou o início do treinamento nesta terça-feira (28) e destaca que o estado, por ser uma região de fronteira, deve manter uma atuação rigorosa na fiscalização para evitar os crimes contra o meio ambiente. “O policial treinado nessa área sabe atuar nas áreas de rios, de florestas e faz o combate também da criminalidade de um modo em geral, assim como o combater ao uso e venda de armas e drogas”, afirmou Bino.
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree