-->

Polícia resgata homem com deficiência antes de ser morto por facção no interior do AC

02 Junho 2019

Caso ocorreu neste sábado (1), no município de Feijó. Polícia Civil orientou que o pai do rapaz o levasse de volta para a comunidade rural onde mora. Polícia Civil
orientou que pai do rapaz o levasse de volta para a comunidade rural onde moram, em Feijó, no interior do Acre Divulgação/Polícia Civil Um homem com deficiência física e mental foi resgatado pela Polícia Civil antes de ser morto por uma facção criminosa, neste sábado (1), no município de Feijó, no interior do Acre. Segundo o delegado da cidade, Alexnaldo Batista, a polícia orientou ao pai do rapaz que o levasse de volta para a comunidade rural onde mora. Conforme a polícia, o pai do homem relatou que havia levado o filho do Seringal Porto Rubim, no Alto Rio Envira, para a cidade em busca de tratamento. Quando chegaram no porto da cidade, o rapaz pulou do barco e ficou andando pelos bairros, falando que pertencia a uma facção criminosa sem ter noção do que estava falando por conta da deficiência. “A gente recebeu uma denúncia anônima de que de uma turma estava querendo matar um deficiente mental e físico. Ele chegou ali e começou a ficar falando um monte de coisa para esses rapazes, aí chegou um ponto que eles se revoltaram e resolveram matá-lo. Eles foram se reunir para matar esse cidadão, mas a polícia, assim que recebeu a denúncia, foi até o local e fez o resgate do rapaz”, contou o delegado. Com medo do que pudesse acontecer com o filho, o pai havia escondido o rapaz dentro do barco até a chegada da polícia. “Orientamos que eles voltassem para a comunidade rural. Infelizmente não conseguimos localizar essas pessoas que estavam planejando a morte do rapaz e, portanto, ninguém foi preso”, afirmou.
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree