-->

Em Cruzeiro do Sul, Imac vai fiscalizar desperdício de peixe durante piracema

17 Junho 2019

Acúmulo de peixes mortos tem atraídos urubus às margens do rio. Ações são feitas junto a Colônia de Pescadores. Em Cruzeiro do Sul, Imac vai fiscalizar desperdício de
peixe durante piracemaJhonatas Fabrício/Rede Amazônica Acre Os grandes cardumes de peixe no rio Juruá atraem milhares de pescadores, em Cruzeiro do Sul. Com a fartura, o estrago de pescado está deixando as praias invadidas de urubus, que disputam as várias espécies que são descartadas pelos pescadores. Em muitos locais, é incalculável a quantidade de peixes que são capturados e não são aproveitados. Quem visita a área ribeirinha, além de reclamar do mal cheiro, critica a ação de quem pesca e deixa o pescado jogado. Urubus acabam sendo atraídos às margens do rio Jhonatas Fabrício/Rede Amazônica Acre "Isso é crime ambiental e muito desperdício. Poderiam ao menos devolver ao rio aqueles peixes que eles acreditam que não servem para comercializar”, diz o militar da reserva, José Augusto Souza. O Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac) afirma que tomou conhecimento da situação por meio de fotos e vídeos de visitantes que denunciam a ação nas redes sociais. Segundo o gerente, Levi Bezerra, o órgão deve fazer ações de orientação e vai fiscalizar para tentar coibir o desperdício e evitar a pesca predatória. “Faremos um trabalho de conscientização, primeiramente com a Colônia de Pescadores, aos profissionais, orientando sobre as consequências dessa prática irregular. Faremos também um trabalho ostensivo em parceria com outros órgãos para tentarmos diminuir o dano ambiental”, afirmou Bezerra. Piracema atrai muitos pescadores em Cruzeiro do Sul Jhonatas Fabrício/Rede Amazônica Acre
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree