-->

Prefeitura de Rio Branco decreta luto de três dias após morte do arcebispo Dom Moacyr Grechi

19 Junho 2019

Arcebispo de Porto Velho morreu na noite de segunda-feira (18), após duas paradas cardíacas. Decreto foi publicado na edição desta quarta (19) do DOE. Prefeitura de Rio Branco decreta
luto de três dias após morte do arcebispo Dom Moacyr GrechiReprodução A prefeitura da capital acreana, Rio Branco, decretou luto oficial de três dias pelo falecimento de Dom Moacyr Grechi, aos 83 anos O religioso morreu na noite de segunda-feira (17) em um hospital de Porto Velho (RO), após sofrer duas paradas cardíacas. O decreto foi publicado na edição desta quarta-feira (19) do Diário Oficial do Estado (DOE). Segundo a publicação, o prefeito em exercício Antônio Morais Neri considerou que o religioso teve, ao longo dos seus 83 anos, uma atuação em defesa dos mais pobres, em especial dos indígenas, seringueiros e trabalhadores rurais. “Exerceu por aproximadamente 26 anos a função de bispo da Diocese de Rio Branco, sempre buscando honrar e ajudar os mais necessitados e sempre será lembrado não apenas como uma importante personalidade cristã de Rio Branco, mas, principalmente, como uma figura de grande humanidade, pela sua permanente disposição para atender com afeto e dedicação a quem quer que fosse à sua procura”, destacou o decreto. Logo que a morte do arcebispo foi confirmada, muitos fiéis, amigos e políticos do Acre se manifestaram sobre a perda. Dom Moacyr Grechi Em julho de 1998, Dom Moacyr Grechi, que era natural de Santa Catarina, foi nomeado arcebispo de Porto Velho. Ele se tornou arcebispo emérito no dia 30 de novembro de 2011. Foi ordenado padre em 1961, aos 25 anos. Em julho de 1972, Grechi foi indicado bispo prelado no Acre. Na capital Rio Branco, Dom Moacyr apresentou a teologia da libertação para sindicalistas como Chico Mendes e Marina Silva. Além disso, foi apoiador de lutas populares na Amazônia. O religioso foi amigo e apoiador de Chico Mendes na luta contra a devastação das florestas. Ajudou na organização dos sindicatos rurais e foi também foi um dos primeiros a denunciar a ação de grupos de extermínios no estado comandados por autoridades policiais. Em 1974, cedeu uma sala da torre da casa do bispo, na época um dos lugares mais altos da cidade, para instalação da antena de transmissão do sinal Rede Amazônica. "Ele fez mestrado em teologia em Roma. Era um homem de grande erudição, lia em diversos idiomas, tinha senso de humor apuradíssimo, exímio orador, capaz de entusiasmar a audiência desde as primeiras palavras. Destacava-se pela lealdade às pessoas, amigo dos pobres, que defendeu por toda a vida. Era um grande promotor da leitura popular da bíblia, deu grande impulso às comunidades eclesiais de base (CEBs), as quais se estruturam a partir da centralidade da Palavra de Deus", declarou Padre Valdecir.
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree