-->

Pescadores fecham rodovia no Acre em protesto contra saída de superintendente do Mapa

26 Junho 2019

Ao G1, Luziel Carvalho disse que recebeu a informação de que um documento com o pedido de sua sua substituição foi entregue em Brasília. Pescadores fecham Rodovia AC-40
e pedem permanência de superintendente no cargo Luizio Oliveira/Rede Amazônica Pescadores fecharam a Rodovia AC-40, na manhã desta quarta-feira (26), em frente ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Eles são contra a exoneração do superintendente do órgão, Luziel Carvalho. A via foi fechada às 8h e liberada pouco depois das 9h. Para os pescadores, a saída Carvalho traria prejuízos à categoria que está prestes a fazer o recadastramento. Além disso, eles afirmam que o superintendente tem trazido melhorias, segundo defende, Elenildo Souza Nascimento, presidente da Federação dos Pescadores do Acre. "O objetivo da nossa manifestação é pedir a permanência do Luziel Carvalho no Ministério da Agricultura, haja vista que ele está fazendo um trabalho jamais visto neste estado. Ele assumiu a pesca em janeiro e já visitou as colônias de pescadores de Assis Brasil a Marechal Thaumaturgo. Vem fazendo um trabalho exemplar e, com isso, melhorando as condições de trabalho dos nossos pescadores", disse. Ao G1, Luziel Carvalho disse que recebeu a informação de que um documento com o pedido de sua substituição foi entregue na capital federal. "A informação que chegou ao meu conhecimento é de que entregaram um documento no Ministério da Agricultura, em Brasília, que está indicando uma substituição para mim", disse. O superintendente diz ainda que a troca seria um erro e a mudança poderia trazer prejuízos ao estado. Além disso, ele disse que o ato dos pescadores é gratificante por ratificar o trabalho que vem realizando. "É gratificante observar que o nosso trabalho está sendo reconhecido, só tenho mesmo a agradecer pelo carinho deles, porque são três anos que estamos lá lutando pela categoria. E minha saída agora seria prejudicial porque estamos prestes a começar uma campanha de vacinação contra a aftosa", pontua. O grupo liberou a rodovia após agendarem uma conversa para a tarde desta quarta, com a senadora Mailza Gomes para debaterem o assunto. De acordo com os organizadores do movimento, caso não cheguem num acordo, voltam a protestar. Em protesto, pescadores dizem que não querem mudança Luizio Oliveira/Rede Amazônica "Quando a pessoa começa a fazer um trabalho, estão querendo tirar e colocar outra que não sabemos nem quem é. Nesse país se adotou uma política que as decisões são tomadas lá em cima e são empurradas goela abaixo e o povo está sendo prejudicado e nós não estamos aceitando", disse Nascimento. *Colaborou Luízio Oliveira, da Rede Amazônica Acre.
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree