-->

Armas artesanais e carta com ameaças são encontradas em presídio no interior do Acre

06 Julho 2019

Visitas foram suspensas nos pavilhões 4, 5 e 7 da Unidade Penitenciária Evaristo de Moraes, em Sena Madureira, após revista. Armas e celular foram encontrados no pavilhão 4
do presídio de Sena Madureira Arquivo pessoal Uma ação na Unidade Penitenciária Evaristo de Moraes, em Sena Madureira, interior do Acre, resultou na apreensão de facões, facas, estoques, uma carta com ameaças a servidores da Segurança Pública e uma aparelho celular. A ação ocorreu nesta sexta-feira (5), um dia após a Segurança Pública do Acre liberar as visitas em seis unidades prisionais do estado, incluindo a de Sena Madureira. Com a apreensão, a visita foi suspensa nos pavilhões quatro, cinco e sete. As visitas foram suspensas em todas as unidades do estado no último dia 28 por suspeita de fugas e rebelião. Agentes penitenciários tinham apreendido uma carta com um plano de fuga no Complexo Prisional Francisco d’Oliveira Conde (FOC), em Rio Branco. “Levantamos as informações, pelo setor de inteligência, que poderia ter arma artesanal e até de fogo. Fizemos a revista, agentes que estavam de folga foram convocados", contou um agente penitenciário, que não quis se identificar. Ainda segundo o servidor, as armas foram achadas no pavilhão 4 da unidade, que é onde estão presos de uma facção criminosas. Ele acrescentou que a visita foi suspensa nos demais pavilhões porque a carta tinha sido repassada para os presos desses pavilhões. "Depois do pavilhão 4, fomos para o bloco 5 e também o 7, onde fizemos revistas. O 7, que é pavilhão novo, não encontramos muita coisa. Diante disso, passamos as informações da carta para a investigação e foi cancelada a visita que em três pavilhões", frisou.
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree