-->

PL que cria rede de atenção a pessoas com esquizofrenia em Rio Branco é aprovado

14 Julho 2019

De acordo com o o texto do PL, a atenção deve ser de forma integral às pessoas com esquizofrenia, em todos os níveis de atenção à saúde estabelecida pela
rede de atenção psicossocial. Vereador João Marcos Luz autor do projeto de lei Victor Augusto/CMRB Um projeto de lei que que cria uma rede de atenção às pessoas com esquizofrenia foi aprovado, por unanimidade, na Câmara de Vereadores de Rio Branco, na quinta-feira (11). De acordo com o vereador João Marcos Luz, autor do projeto, a iniciativa partiu de uma necessidade das famílias que precisam do atendimento nos serviços públicos e muitas vezes pela falta de conhecimento sobre o transtorno acabam deixando de fazer o tratamento. "As pessoas diagnosticadas com esse problema enfrentam muitas dificuldades. Então, elas precisam ter um lugar onde vão ter uma rede de tratamento a longo prazo, envolvendo a família. Esse projeto é para que a prefeitura absorva essas pessoas com essa rede de atenção", disse. De acordo com o texto do PL, a atenção deve ser de forma integral às pessoas com esquizofrenia em todos os níveis de atenção à saúde estabelecida pela rede de atenção psicossocial. Desta forma, devem ser realizadas ações de defesa e garantia de direitos, proteção da saúde, prevenção de agravos, diagnóstico, tratamento, reabilitação psicossocial, inclusão, trabalho e geração de renda. "Chegou no posto de saúde e foi diagnosticado, então vai ser encaminhado para esse centro municipal e lá ele vai ter acompanhamento psicológico, psiquiátrico, de assistência social, por exemplo", pontua o vereador. Com a aprovação do projeto que agora segue para a sanção da prefeita de Rio Branco, o município é quem deve determinar como será a criação desta rede, segundo informou o vereador.
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree