-->

Número de vítimas de acidentes de trânsito cresce mais de 40% no Acre, aponta Detran

17 Julho 2019

Aumento é de 42,86% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram registrados 14 óbitos. Neste ano, 20 pessoas morreram. Motociclistas são maior parte das vítimas Divulgação
PM/AC Um levantamento mostra que houve um aumento de mais 40% no número de acidentes com vítimas fatais no Acre. De acordo com os dados, só nos primeiros cinco meses deste ano, 20 pessoas morreram no trânsito – um aumento é de 42,8% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram registrados 14 óbitos. Apesar da maior quantidade de mortes, o Detran informou que o número de acidentes teve um pequeno aumento de 0,62% no comparativo dos primeiros cinco meses do ano. Foram 1.764 acidentes em 2018 e 1.775 em 2019. Isaías Brito, diretor de operações do Detran, explica que a maioria das vítimas fatais é motociclistas, principalmente, em consequência da imprudência, alta velocidade, que leva ao avanço de semáforos e ultrapassagens pelo local errado. "A gente sabe que a parte mais frágil do trânsito são as motos e o condutor tem que ter essa consciência. É preocupante, porque são vidas que são ceifadas", afirma o diretor. Brito diz ainda que, além de estarem nas ruas, as equipes também trabalham campanhas educativas em instituições privadas e outros eventos que envolvem a participação de muitas pessoas. O diretor também disse que o estado tem combatido bem a embriaguez ao volante e poucas vítimas são decorrentes da mistura de álcool e direção. "Então, nós precisamos que o condutor tenha consciência. São coisas que, por mais que a gente esteja todo dia batendo, não tem como prevenir. Precisamos contar com a consciência de quem está dirigindo. Só assim nós vamos poder reduzir o número de acidentes e de vítimas no estado", pontua. Rio Branco teve redução de acidentes Na capital Rio Branco, o crescimento foi ainda maior. Em 2018, foram oito vítimas fatais de janeiro a maio. Já em 2019, foram registradas 13 mortes. Segundo os dados, houve aumento de 62,50%. O número total de acidentes apresentou uma leve redução de 0,37%. Nos primeiros meses de 2018, foram 1.369 acidentes. Já em 2019 foram 1.364.
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree