-->

Taxista é preso suspeito de participação na morte de fazendeiro durante assalto no AC

22 Julho 2019

Alexandre Amorim Oliveira, de 31 anos, é o quinto preso suspeito de participação no crime. Segundo delegado, taxista teria levado grupo criminoso até a propriedade da vítima. Alexandre
Amorim Oliveira, de 31 anos, teria levado grupo criminoso até a propriedade da vítima, segundo delegadoDivulgação/Polícia Civil O taxista Alexandre Amorim Oliveira, de 31 anos, foi preso suspeito de participação na morte do fazendeiroRaimundo Nonato Pessoa, de 55 anos, no último dia 14 de julho. A informação foi confirmada, nesta segunda-feira (22), pelo delegado Rêmullo Diniz. A vítima não resistiu depois de levar um tiro de escopeta nas costas durante oassalto em sua propriedade, no quilômetro 59 da BR-317, na zona rural de Brasileia, no interior do Acre. Os criminosos saíram do local levando duas caminhonetes, uma espingarda e R$ 10 mil da vítima. Quatro homens já tinham sido presos em flagrante e um adolescente apreendido suspeitos de participação no crime. Com eles, a polícia encontrou cerca de R$ 12 mil e uma escopeta, que teria sido usada no latrocínio. “Hoje [segunda, 22] nós cumprimos um mandado também de mais um envolvido no latrocínio do senhor Raimundo. Ele é o taxista que levou os criminosos até o local do crime e foi buscar onde eles deixaram as caminhonetes, na Bolívia”, afirmou o delegado. As duas caminhonetes já foram localizadas, porém, segundo Diniz, ainda não é possível recuperar porque está no país vizinho. “A questão burocrática lá é complicada. Vamos encaminhar os documentos, a localização e também a identificação do proprietário onde está para as autoridades federais para que eles possam fazer as tratativas conforme a determinação legal, para ver se a gente consegue recuperar esses veículos”, concluiu Diniz. Latrocínio Conforme informações da Polícia Militar do Acre (PM-AC), quatro homens invadiram o local onde estava a vítima fatal e mais cinco pessoas. Após pegarem o dinheiro, os criminosos atiraram contra Pessoa e os estilhaços do tiro ainda feriram uma mulher nas costas. O tenente José Carlos Mendonça, que atendeu a ocorrência, informou que quando a equipe chegou ao local Pessoa já estava morto. A mulher foi socorrida e levada para o hospital da cidade. As outras quatro pessoas que estavam no local no momento do crime não foram feridas. Um dos mandantes está preso na Bolívia AoG1, o delegado que iniciou as investigações, Frederico Tostes, disse que dois homens teriam sido os mandantes do crime e quatro foram os executores. Dos suspeitos, os quatro executores foram localizados, assim como um dos mandantes. Um outro mandante está preso na Bolívia. O fazendeiro acabou sendo atingido por um tiro, segundo o delegado, porque, ao ver os criminosos, correu para dentro de casa para tentar se defender.
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree