Sexta, 26 Julho 2019 10:06

Desembargador do AC manda soltar médico preso em operação de combate à venda de anabolizantes


Investigações da Polícia Civil apontam que o médico Giovanni Casseb receitava anabolizantes para pacientes. Médico Giovanni Casseb, preso temporariamente no último dia 19 de julho Divulgação/Polícia Civil A
Justiça do Acre determinou, nesta quinta-feira (25), a soltura do médico Giovanni Casseb, preso temporariamente no último dia 19 de julho durante um desdobramento da operação de combate à venda ilegal anabolizantes da Polícia Civil. A decisão é do desembargador Samoel Evangelista, da 3ª Vara Criminal da Comarca de Rio Branco. Ao G1, a advogada do médico, Larissa Salomão Montilha Miguéis, informou que Casseb aguarda os trâmites burocráticos, ou seja, a liberação do alvará de soltura para sair do presídio. “Alegamos que não estavam presentes os requisitos autorizadores da prisão temporária. Que o nosso cliente preenche todos os requisitos legais para responder a esse processo em liberdade. Que o Inquérito Policial não tem lastro probatório para justificar essa medida cautelar extrema (prisão). E também não tem lastro para incriminar nosso cliente”, disse a advogada sobre o pedido de habeas corpus. Proibido de deixar a cidade Na decisão, o desembargador concedeu a medida liminar de habeas corpus ao médico, substituindo a prisão temporária por medidas cautelares. Entre as medidas estão o comparecimento e a proibição de sair de Rio Branco sem autorização judicial. Além disso, Casseb está proibido de manter contato, por qualquer meio, com Wendhel da Silva Rodrigues, também preso na operação, e com testemunhas. “Agora nós trabalharemos para comprovar a ausência de ligação do Dr. Giovanni com os fatos narrados pela autoridade policial”, afirmou Larissa. Suspeito de receitar anabolizantes O médico foi preso, na sexta-feira (19), em Rio Branco. Ele foi pego no momento em que estava no seu consultório, em uma clínica que fica no bairro Bosque. As investigações da Polícia Civil apontam que Casseb receitava anabolizantes para os pacientes e seria sócio de Wendhel Silva, que também está preso. Além disso, o profissional é suspeito de fazer parte de uma rede de distribuição do medicamento. Casseb tinha sido transferido no domingo (21), da Delegacia de Repressão a Narcóticos e Narcotáfico (Denarc) para o Batalhão de Operações Especiais (Bope). Habeas Corpus A defesa de Casseb já havia entrado com um pedido de Habeas Corpus ainda na sexta-feira (19), mas foi arquivado por falta de informações que estão no processo, que corre em segredo de Justiça, e não foram liberadas para que o advogado tivesse acesso. Além disso, o Conselho Regional de Medicina do Acre (CRM-AC) abriu um procedimento interno de sindicância - para apurar se o médico cometeu infração ética.
Ler 10 vezes

Atendimento ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Suporte ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Depto financeiro:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Publicidade & Propaganda: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Notícias

Vídeos

Guia Comercial

Nossa Empresa

Please publish modules in offcanvas position.