-->

Inquérito do MP-AC apurar extravio de madeira apreendida pelo Imac

17 Agosto 2019

MP-AC apura destinação irregular de madeira apreendida pelo Imac e guardada na serraria da Funtac. Fundação diz que não foi notificada. Ministério Público investiga extravio de madeira na
serraria da Funtac Tiago Teles/Ascom MP-AC O Ministério Público do Acre (MP-AC) instaurou um inquérito civil para investigar o extravio de madeira apreendida pelo Instituto de Meio Ambiente (Imac) e guardada na serraria da Fundação de Tecnologia do Acre (Funtac), que fica na Estrada AC-10 Vila do Incra, região de Porto Acre, interior do estado. A portaria foi publicada nesta quinta-feira (15) no Diário Eletrônico do MP-AC. Ao G1, o diretor-técnico da Funtac e presidente em exercício, Tony Roque, afirmou que a fundação ainda não foi notificada do processo. Porém, garantiu que não há irregularidades na serraria. “Não chegou nada de notificação para nós. Isso não procede. Estamos com um projeto de revitalizar essa serraria, não procede”, reafirmou. Investigação Segundo o MP-AC, para devida destinação do material apreendido, seja madeira, lenha, carvão e outros, é necessário o Documento de Origem Florestal (DOF) e uma via. Além disso, é importante ainda acompanhar o material até o destino final. Porém, chegou ao conhecimento da Promotoria Especializada de Defesa do Meio Ambiente da Bacia Hidrográfica do Baixo Acre que o material estaria sendo destinado de forma ilegal. A portaria não informa mais detalhes da situação. A portaria destaca que é crime receber ou destinar produtos apreendidos de maneira ilegal. Após investigações, o MP-AC solicitou que os órgãos responsáveis sejam informados do procedimento e faça-se a devida destinação das madeiras.
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree