-->

Com nível baixo, Rio Acre está em alerta máximo durante seca em quatro cidades

24 Agosto 2019

Nível do Rio Acre em Rio Branco, neste sábado (24), é de 1,53 metro. Em outras cidades, rio também está abaixo de 2 metros. Rio Acre em Brasileia,
Assis Brasil, Capixaba e Rio Branco está em alerta máximo devido a estiagemReprodução Rede Amazônica O Rio Acre em Brasileia, Assis Brasil, Capixaba e Rio Branco está em alerta máximo devido a estiagem que afeta o estado nos últimos meses. Em três destas cidades, o nível está abaixo de 1,55 metro. Apenas Assis Brasil está com a cota um pouco mais elevada com 2,68 metros. Os dados são do relatório de monitoramento hidrometeorológico do Acre, que acompanha o nível dos principais rios do estado diariamente e aponta este resultado da leitura realizada no dia 23 de agosto. De acordo com o relatório, o rio Acre em Rio Branco, estava com a cota de 1,55 metro na sexta-feira (23). Na manhã deste sábado, o nível do rio é de 1,53 metro. O G1 mostrou, na última quinta-feira (22), a situação do Rio Acre em Rio Branco com garrafas, pneus, sapatos, plásticos, roupas, latas, máquina de lavar roupas e diversos outros entulhos são encontrados nesta época do ano. Com a seca do manancial, o lixo descartado indevidamente nos igarapés acaba parando no rio e fica exposto às margens. Ensaio fotográfico mostra lixo e entulhos dentro do Rio Acre, em Rio Branco Juan Diaz/Arquivo pessoal Além disso, o período intensifica o trabalho das equipes de limpeza na retirada de balseiros, lixos e entulhos que ficam encalhados no manancial. Trabalhadores do Departamento de Estradas de Rodagem, Infraestrutura, Hidroviária e Aeroportuária do Acre (Deracre) estão há mais de 20 dias fazendo limpeza. Já no interior do estado, o manancial apresentou a cota de 1,09 metro em Brasileia e Capixaba estava com a cota de 1,35 metro. A leitura apresentou falhas e não foi atualizada em Tarauacá, Santa Rosa do Purus, Manoel Urbano e Sena Madureira. Em Feijó o alerta máximo é a partir da cota de 2 metros e na leitura de sexta, o nível estava 3,64 metros. Cruzeiro do Sul também está fora do alerta. A medição apontava o nível do Rio Juruá com 3,67 metros. O alerta máximo também é de 2 metros. Emergência devido à estiagem Com baixo nível, Rio Acre acumula lixo e entulhos que são descartados nos igarapés Juan Diaz/Arquivo pessoal O governo do Acre decretou, também na sexta-feira, estado de emergência devido ao período de estiagem no estado e ao número de queimadas. A publicação foi divulgada no Diário Oficial do estado. O decreto leva em consideração a escassez de chuva, a baixa umidade relativa do ar e as queimadas. Esta não é a primeira vez que o governo decreta situação de emergência, em 2016, a forte estiagem na seca história registrada no estado, quando o Rio Acre, em Rio Branco, atingiu sua mínima de 1,49 metro, também levou o governo da época a tomar essa medida. A União reconheceu a situação de emergência em nove cidades do estado devido às consequências da forte estiagem. Na época, as cidades de Acrelândia, Assis Brasil, Brasiléia, Bujari, Epitaciolândia, Plácido de Castro, Porto Acre, Rio Branco e Xapuri receberam recursos federais para a reconstrução da áreas degradadas.
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree