-->

Em 24h, bombeiros recebem 88 chamados para combater queimadas na capital do AC

24 Agosto 2019

Registros foram feitos entre 6h de sexta-feira (23) e sábado (24). Corporação está com férias e folgas suspensas. Em 24 horas, bombeiros têm quase 90 chamados para combater
queimadas na capital do Acre Corpo de Bombeiros/Arquivo O Corpo de Bombeiros registrou, nas últimas 24 horas, o registro de 88 chamados para atendimento diretos de incêndios ambientais urbanos somente em Rio Branco, capital do estado. Os dados são da corporação e levam em consideração o período entre 6h de sexta-feira (23) até 6h de sábado (24). Governo pede apoio das Forças Armadas para o controle de queimadas no Acre Bombeiros têm férias e folgas suspensas para atender demanda de queimadas no Acre Governo do Acre decreta estado de emergência devido à estiagem e queimadas Na sexta, o governo decretou estado de emergência devido ao número de queimadas em todo o estado. A demanda é tão grande que, segundo o major do Corpo de Bombeiros, Cláudio Falcão, o efetivo, muitas vezes, não consegue atender todas as ocorrências. “Temos dificuldade de atender a todos os incêndios ambientais no momento em que acontecem, porque temos três batalhões, onde o pessoal está empenhado e, às vezes, não conseguimos chegar ao mesmo tempo, satura todo o pessoal e nossas viaturas”, explica. Falcão destacou ainda que esse é um dos motivos de se ter decretado estado de emergência e, assim, também pedir ajuda das Forças Armadas. Inclusive, o Acre está entre os estados que devem ter esse retorno. As ações devem começar na semana que vem. “Se por acaso extrapolar as nossas condições de atendimento, que, inclusive, já estão extrapoladas, nós buscamos outros meio e esses meios são treinamentos para os homens do Exército e da Polícia Militar e também para os civis da prefeitura de cada município, onde vão conosco nos quartéis e saem conosco para o combate”, explica o major. Quantidade de fumaça aumentou neste sábado (24) em Rio Branco Reprodução/Rede Amazônica Acre Férias e folgas canceladas E para atender toda essa demanda, a Comando do Corpo de Bombeiros suspendeu as férias e folgas de todo o efetivo do estado. A Corporação informou que essa é uma medida que ocorre todas as vezes que o estado se encontra em uma situação crítica. “As pessoas que estavam com previsão de férias ou qualquer outro tipo de licença, em tempos de crise, é suspenso automaticamente. Nós trabalhamos por escala e a gente reduz essa quantidade de horas de folga. Fazemos todo um plano para poder adequar as nossas necessidades”, informou o major do Corpo de Bombeiros, Cláudio Falcão. Decreto de emergência O governo do Acre decretou, na manhã desta sexta-feira (23), estado de emergência devido ao período de estiagem no estado e ao número de queimadas. De acordo com a Secretaria do Meio Ambiente, o número de queimadas aumentou consideravelmente no Acre, se comparado ao ano passado. De janeiro até 22 de agosto do ano passado, foram registradas 852 queimadas. Este número saltou para 2.498 entre janeiro até 20 de agosto deste ano – um aumento de mais de 190%. Se considerados apenas os dias de agosto o acréscimo é relevante. De 1º a 22 de agosto de 2018, foram 408 focos de queimadas, que subiram para 2.123, aumentando em mais de 400% o número de registros. Com o decreto, o governo estadual espera receber apoio técnico e logístico da União. Initial plugin text
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree