Terça, 27 Agosto 2019 08:50

Acre cria delegacia e canal de acesso para investigar denúncias de queimadas ambientais


Sejusp vai montar delegacia extraordinária na DIC ou na sede do Departamento de Polícia Civil em Rio Branco. Queimadas registradas na parte urbana e rural de Rio Branco
vão ser investigadas pela delegacia extraordinária Jardy Lopes/Arquivo pessoal Após o decreto de emergência devido às queimadas, a Secretaria da Justiça e Segurança Pública do Acre (Sejusp) vai instalar uma delegacia especialmente para investigar denúncias e flagrantes de queimadas ambientais. O trabalho da equipe vai ser feito em parceria com o Batalhão de Policiamento Ambiental (BPA-AC) e órgãos de proteção ao meio ambiente. A Sejusp informou que as equipes estão sendo montadas, mas o BPM-AC começa atuar nas área rurais nesta terça-feira (27). Já a delegacia, que deve ser implantada na Divisão de Investigação Criminal (DIC) ou na sede do Departamento de Polícia Civil, em Rio Branco, tem previsão de iniciar as atividades nesta quarta (28). Dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), divulgados nesta segunda (26), revelaram que o Acre tem mais de 2,8 mil focos de queimadas acumulados entre janeiro e dia 25 de agosto deste ano. O governo do Acre decretou estado de emergência na última sexta-feira (23). Nesta terça, está marcada uma reunião pare definir as ações desenvolvidas no estado pelas Forças Armadas. Secretário de Segurança Pública do Acre anunciou criação de delegacia nesta segunda-feira (26) Sérgio Roney/Secom Delegacia extraordinária Ao G1, o secretário de Segurança Pública do Acre, coronel Paulo Cézar, confirmou que a delegacia extraordinária vai investigar as denúncias relatadas no Disque Denúncia, canal criado especificamente para relatos de queimadas e que funciona no Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) e demais órgãos de proteção. “Se houver flagrante realizado por esses órgãos, vão conduzir para essa delegacia, que recepcionará todos os flagrantes. Normalmente, esses órgãos de fiscalização fazem mais autuações administrativas e a polícia atua com repressão ao crime ambiental de incêndio florestal”, acrescentou. Ainda segundo Cézar, todo flagrante referente a incêndios urbanos e rurais vão ser direcionados para a delegacia. A equipe deve ser composta por um delegado, escrivão e outros servidores que ainda serão definidos. O canal criado para receber as denúncias vai funcionar diuturnamente." Tem uma pessoa habilitada pronta para receber as denúncias. O 181 é agregado ao Ciosp, que tem uma sala onde fica um atendente recepcionando os casos", concluiu. Initial plugin text
Ler 15 vezes

Atendimento ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Suporte ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Depto financeiro:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Publicidade & Propaganda: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Notícias

Vídeos

Guia Comercial

Nossa Empresa

Please publish modules in offcanvas position.